Alexandre Vidal/Flamengo
Alexandre Vidal/Flamengo

Em busca de afirmação, Botafogo e Flamengo abrem temporada de clássicos no Rio

Reforçadas na virada do ano, equipes começaram mal o Campeonato Carioca e precisam vencer

Redação, Estadão Conteúdo

26 de janeiro de 2019 | 11h13

Ainda sem ter feito grandes atuações na atual temporada, Botafogo e Flamengo vão fazer o primeiro clássico do Campeonato Carioca, a partir das 17 horas deste sábado, no Engenhão. Se a Taça Guanabara não tem a importância que já teve no estadual do Rio, a vitória na partida pode servir para trazer tranquilidade.

O Flamengo vive a expectativa criada pelas contratações recentes. A diretoria recém-eleita abriu os cofres para reforçar o elenco com o zagueiro Rodrigo Caio, o meia Arrascaeta e o atacante Bruno Henrique, transferências que custaram milhões. Além do trio, o empréstimo de Gabriel, artilheiro do último Campeonato Brasileiro, foi acertado junto à Inter de Milão.

O time da Gávea até foi campeão da Florida Cup, torneio de pré-temporada disputado em janeiro, com vitórias sobre o Eintracht Frankfurt e o Ajax, mas o desempenho nas duas primeiras rodadas do Campeonato Carioca não foi convincente. Apesar da invencibilidade, o time comandado por Abel Braga teve dificuldade para bater o Bangu por 2 a 1 e empatou com o Resende por 1 a 1.

O lateral-esquerdo Renê acredita que a visibilidade do Flamengo aumenta o nível do desafio. "Não só o Botafogo, mas todas equipes se transformam contra a gente. A gente estuda, vê vídeos, mas os caras vêm diferente. A vontade de ganhar faz entrarem com uma pegada boa. Já conhecemos esse filme", comentou.

Se o Flamengo sofre nesse início de temporada, a situação do Botafogo é ainda mais difícil. A equipe treinada por Zé Ricardo perdeu por 3 a 1 para a Cabofriense, fora de casa, e empatou por 0 a 0 com o Bangu, no Engenhão. O treinador não revelou se mudanças serão feitas, mas prometeu que o time será equilibrado.

"Vou dar mais arma para o Abel, cara? Fica complicado. Brincadeira, mas temos de ter um equilíbrio e estamos treinando muito forte. Estamos treinando bastante para ter uma equipe que jogue com a bola e reduza os espaços para o sem ela", disse Zé Ricardo.

Ainda sem Joel Carli e Valencia, lesionados, o técnico botafoguense terá o desfalque do lateral-esquerdo Gilson, suspenso, que será substituído por Jonathan, de 20 anos, revelado pelo clube. Já Abel Braga deve voltar a escalar o time do Flamengo que estreou no Campeonato Carioca, uma vez que o treinador pretende promover um rodízio dentro do elenco. Por isso, Bruno Henrique, Gabigol e Arrascaeta devem começar a partida no banco.

A diretoria do Botafogo, ao menos, conseguiu uma vitória nos bastidores. A Comissão de Arbitragem de Futebol do Estado do Rio de Janeiro acatou a exigência de revogar a escala no clássico do árbitro Leonardo Garcia Cavaleiro, que mostrou apenas o cartão amarelo ao vascaíno Rildo por falta violenta em João Paulo, no Estadual de 2018, em lance em que o botafoguense sofreu duas fraturas na perna direita. Nesta sexta-feira, o substituto anunciado foi Maurício Machado Coelho Júnior.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.