Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Vitor Silva/Botafogo
Vitor Silva/Botafogo

Em busca de evolução, Botafogo aposta em jovem atacante para vencer o Fortaleza

Devido ausência de Pedro Raul, Matheus Babi, muito elogiado pelo gol e atuação contra o Bragantino, deve seguir no time

Redação, Estadão Conteúdo

16 de agosto de 2020 | 15h49

O Botafogo tem mais um compromisso fora de casa no Campeonato Brasileiro. Depois de estrear com empate por 1 a 1 com o Red Bull Bragantino, o time carioca duela com o Fortaleza neste domingo, às 19h30, no Castelão, pela terceira rodada da competição. A aposta para o primeiro triunfo está no jovem atacante Matheus Babi.

Sem compactação e com pouca criatividade e agressividade, o Botafogo busca evoluir em relação ao jogo no interior paulista. O time alvinegro parece ainda sofrer com a falta de ritmo, já que ficou mais de um mês parado, só treinando e disputando partidas amistosas. A inexperiência da equipe também pode pesar neste início do torneio.

O desempenho ruim no primeiro compromisso na competição não preocupa o técnico Paulo Autuori. Ele considera que seus comandados vão evoluir em poucas rodadas. Enquanto a melhora não vem, o treinador destaca a necessidade de pontuar.

"Certamente daqui a três, quatro jogos vamos produzir de uma maneira diferente, mais próxima daquilo que a gente deseja. Até porque muitas equipes vão sentir esse período e para ganhar esse ritmo vamos precisar de alguns jogos. Enquanto isso, teremos que ser uma equipe organizada, com espírito de sacrifício e capacidade de sofrimento para poder colher resultados que nos deem uma certa tranquilidade", salientou.

Recuperado da covid-19, o meia Cícero treinou ao longo da semana e está à disposição de Autuori. Não é certo, porém, que vá jogar. Já o atacante Pedro Raul, que também contraiu o vírus e se recuperou, ainda não está liberado. Com isso, o jovem Matheus Babi, muito elogiado pelo treinador em função do gol e atuação contra o Bragantino, deve seguir no time.

A tendência é que a única mudança na escalação titular seja a entrada de Luiz Fernando, recuperado de um desconforto muscular, na vaga de Rhuan.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO - Gatito Fernández; Barrandeguy, Marcelo Benevenuto, Kanu e Victor Luis; Caio Alexandre, Honda e Bruno Nazário; Luiz Fernando, Luis Henrique e Matheus Babi. Técnico: Paulo Autuori.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.