Lucas Merçon/Fluminense
Lucas Merçon/Fluminense

Em busca de reação, Fluminense faz duelo dos piores do Grupo C com o Madureira

Se perder o jogo, equipe comandada pelo técnico Abel Braga ficará de fora das semifinais da Taça Guanabara

Estadão Conteúdo

28 Janeiro 2018 | 07h26

Madureira e Fluminense se enfrentam neste domingo, às 19 horas, no Estádio Los Larios, em Duque de Caxias, para acabar com a sequência de maus resultados no primeiro turno do Campeonato Carioca. Ambos não sabem o que é vencer até esta quarta rodada. Pior para tricolor das Laranjeiras, que passa por uma reformulação profunda, provocada pela crise financeira. Um tropeço de qualquer um deles fará com que não possam mais se classificar para as semifinais da Taça Guanabara. Eles estão nas últimas posições do Grupo C, com dois pontos cada.

+ Leia mais notícias sobre o Fluminense

+ Confira a tabela de classificação do Campeonato Carioca

O Fluminense, sob o comando de Abel Braga, é o lanterna pelo saldo de gols: -2 a -1 do adversário. Na rodada inicial, perdeu para o Boavista por 3 a 1 e depois empatou com Botafogo e Portuguesa, ambos por 0 a 0.

O Madureira é o quinto colocado, com dois pontos, a quatro do líder Boavista. O time de PC Gusmão sentiu o gosto da vitória na estreia, quando abriu 2 a 0 para cima do Macaé, mas acabou cedendo o empate. Depois, empatou, sem gols, com a Portuguesa e perdeu para o Boavista por 1 a 0.

Abel tem problemas para escalar o Fluminense. Ele não poderá contar com Sornoza, expulso na última rodada, e com Douglas. O volante sentiu problemas físicos, os mesmos do ano passado, e acabou sendo preservado dos treinos para o duelo frente ao Madureira.

O treinador fez mistério quanto ao time que levará em campo. "Vamos pensar no Madureira. A gente precisa vencer. Cabe a nós, junto do professor Abel, acertarmos as coisas que não saíram como o esperado e irmos em busca da vitória", afirmou o goleiro Júlio Cesar.

No Madureira, PC Gusmão tem todos os jogadores à disposição. A principal dúvida fica por conta do meia Leandro Carvalho, que briga pela posição de titular com Téssio e João Carlos. A decisão deve ocorrer minutos antes de a bola rolar. Ele destacou que Léo Lima começará entre os suplentes.

"Nosso grupo ainda não encaixou. Estamos devendo. A classificação para a próxima fase ficou difícil. Estamos pensando jogo pós jogo, mas a intenção é ganhar corpo para brigar por algo a mais na Taça Rio (segundo turno)", justificou Gusmão. "O Léo Lima é importante para o grupo, tem trabalhando forte, mas ainda não tem condições de começar jogando", concluiu o técnico, que conta também com outro medalhão no elenco, o atacante Souza, ex-Flamengo e Bahia.

Mais conteúdo sobre:
Fluminense Abel Braga

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.