Lucas Merçon / Fluminense FC
Lucas Merçon / Fluminense FC

Em busca de regularidade, Fluminense inicia returno contra o Corinthians

Equipe vai buscar vaga na Libertadores, segundo lateral Ayrton Lucas

Fábio Grellet, Estadão Conteúdo

22 Agosto 2018 | 08h17

Após um primeiro turno irregular, o Fluminense estreia no returno do Campeonato Brasileiro enfrentando o Corinthians, às 21h45 desta quarta-feira, no Maracanã. O time carioca ocupa a nona posição, com 23 pontos, enquanto o adversário está em sétimo, com três pontos a mais. No primeiro turno, jogando em casa, o time paulista venceu por 2 a 1.

O Fluminense tem um desfalque certo: Junior Dutra, atacante emprestado pelo Corinthians ao clube carioca. Os dois times acordaram que o atleta não enfrentaria sua ex-equipe. Além dele, o meia Sornoza e o volante Airton seguem como dúvida. O primeiro tem mais chances de jogar, já que participou do treino desta terça-feira. Já o segundo dificilmente terá condições, pois não apareceu no gramado e continua o tratamento na coxa esquerda.

Para o lateral-esquerdo Ayrton Lucas, a situação mudou bastante desde o jogo anterior entre as duas equipes. "Muitas coisas mudaram desde a estreia no Brasileiro. Sabemos da força do Corinthians em casa, mas poderíamos ter saído com a vitória. Erramos nos dois gols. Depois de tantas rodadas, a cada jogo estamos tentando melhorar. Agora é dentro de casa, com a nossa torcida, e esperamos sair com a vitória. O professor pede bastante para a gente não errar lá atrás. Alguns times matam o jogo quando tem uma única chance. Estamos melhorando isso, precisamos ter mais atenção na defesa", afirmou.

Para o lateral, a sequência de jogos no início do returno contra times que ocupam as primeiras posições não assusta. "Independente do jogo em casa, vamos sempre buscar a vitória sempre. Cruzeiro e São Paulo (adversários da segunda e da terceira rodadas) também são times complicados. Temos que respeitar os adversários, mas vamos sempre tentar um resultado bom. Aos poucos vamos tentando pegar confiança para vencer", afirmou.

Embora o time esteja a 13 pontos da zona de classificação direta para a fase de grupos da Libertadores, o G4, o atleta assegura que o objetivo é chegar lá. "Claro que a gente para e pensa, vê a proximidade do Z-4. Temos que estar focados. Com três vitórias é possível subir bem na tabela. Temos um jogo importante em casa e precisamos manter os pés no chão, evoluir a cada jogo e se Deus quiser a gente consegue brigar na parte de cima", concluiu.

O lateral disse estar conformado com a maratona de jogos. "O calendário é assim. Tivemos um jogo difícil no Uruguai, voltamos e já viajamos para Belo Horizonte. Temos que nos cuidar muito bem para evitar as lesões. A pior coisa é a contusão. Independente da formação, eu corro sempre o máximo para ajudar minha equipe. Seja na linha de quatro ou na de cinco, dou meu melhor para ajudar. E quando tem a chance na frente, temos que tentar o gol."

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.