Ivan Sekretarev/AP
Ivan Sekretarev/AP

Em cadeira de rodas, Pelé é ovacionado em sorteio do Mundial de 2018

Rei do Futebol foi ovacionado por 6 mil convidados presentes no palácio do Kremlin

Jamil Chade, O Estado de S.Paulo

01 de dezembro de 2017 | 15h34

Pelé foi um dos destaques do sorteio da Copa do Mundo, em Moscou e, pela primeira vez, dividiu um evento com Diego Maradona, nesta sexta-feira. O brasileiro foi chamado de "rei" por Gianni Infantino, presidente da Fifa, e levou os 6 mil convidados a ovacioná-lo no Palácio do Kremlin.

Brasil enfrenta a Suíça, Costa Rica e Sérvia na fase de grupos

Argentina pegará a Islândia, Croácia e Nigéria na Copa

Alemanha cai em grupo da morte na busca pelo penta mundial

Cristiano Ronaldo iniciará caminho contra algoz velho conhecido

Baixe a tabela da primeira fase da Copa do Mundo 

Pelé, que entrou em uma cadeira de rodas, precisou receber a ajuda de três pessoas para se levantar e sentar em seu lugar, na primeira fila. Ele se sentou próximo da cadeira onde estava Vladimir Putin, o presidente da Rússia, e Infantino, o mandatário da Fifa.

Antes, os ex-jogadores brasileiros que foram até o sorteio convidados pela Fifa fizeram questão de registrar o momento com o rei, com fotografias.

Pelé havia sido convidado pela Fifa para estar em outros eventos, como a escolha do melhor jogador do mundo em 2017. No entanto, por sua condição de saúde, não pôde fazer a viagem. Desta vez, o encontro com a Fifa também representou uma tentativa de superar suas divisões. Ao ser anunciado pelo presidente da Fifa, o "rei" acenou para o público.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.