Marco Bertorello / AFP
Marco Bertorello / AFP

Em casa, Barcelona e Juventus são favoritos para avançar na Liga dos Campeões

Manchester United e Ajax, respectivamente, enfrentam grandes desafios como visitantes

Redação, Estadão Conteúdo

16 de abril de 2019 | 11h04

A Liga dos Campeões da Europa conhecerá nesta terça-feira os dois primeiros semifinalistas da temporada. Na Espanha e na Itália, Barcelona e Juventus são considerados favoritos na luta pela classificação contra Manchester United e Ajax, respectivamente. Mas os dois visitantes querem aprontar novamente como fizeram nas oitavas de final contra equipes tradicionais como Paris Saint-Germain e Real Madrid.

No estádio Camp Nou, em Barcelona, a partir das 16 horas (de Brasília), o Barcelona joga com a vantagem de ter vencido por 1 a 0, na Inglaterra, pela rodada de ida. O técnico Ernesto Valverde afirmou que o seu time vai entrar para encarar o Manchester United sem levar isso em conta. "Não temos de pensar no placar. Nossa ideia é ganhar o jogo. Eles (jogadores do United) são esmagadores se você fornecer espaço. Temos de agredir e ao mesmo tempo não deixar que eles tenham condições de armar suas jogadas", disse.

Valverde sabe que colocar o Barcelona mais uma vez na semifinal, após três anos de ausência, será uma missão "importante" e exibiu confiança no avanço de sua equipe há próxima fase do torneio continental. "Não há medo de ser eliminado. Estamos prontos para enfrentar uma tremenda equipe", comentou.

O técnico do time espanhol advertiu para o fato de o adversário ter vencido três dos últimos quatro jogos fora de casa na Liga dos Campeões. O último deles diante do Paris Saint-Germain por 3 a 1, no estádio Parque dos Príncipes, em Paris, pelas oitavas de final. "Todos nós olhamos exemplos anteriores, mas é importante saber que nós é que fazemos o futuro".

Do outro lado, o norueguês Ole Gunnar Solskjaer, técnico do Manchester United, afirmou que a sua equipe é mais forte fisicamente do que o Barcelona e vai lutar "até o fim" para obter a vaga nas semifinais. "Somos mais altos e fortes do que eles e temos qualidade na bola parada. Nós temos de usar nossas armas, fisicamente estamos em forma e podemos resistir até o fim", disse.

O técnico dos "Diabos Vermelhos" afirmou que a sua equipe vai ter de "jogar muito melhor" do que jogou em Old Trafford, na semana passada. "São jogadores acostumados com partidas deste nível, com muita pressão. Mas teremos que defender bem e estar focado porque perdemos um pouco a concentração no primeiro jogo. Não podemos deixar o Barcelona ficar com a bola e rondar a nossa área. Vamos precisar tirar a bola deles. Senão conseguirmos, vamos sofrer", afirmou.

NA ITÁLIA

Massimiliano Allegri, técnico da Juventus, revelou que espera o atacante português Cristiano Ronaldo em "melhores condições" para o jogo de volta diante do Ajax. "É certo que ele estará melhor fisicamente. Cristiano tem uma qualidade extraordinária, pois cresce muito nas partidas decisivas, com alta tensão. Felizmente poderemos contra com ele", afirmou o treinador, referindo-se ao astro português, autor de cinco gols - quatro nos últimos dois jogos - nesta edição da principal competição europeia.

O astro da equipe de Turim ficou de fora de três partidas pelo Campeonato Italiano - contra Empoli, Cagliari e Milan - após sofrer um estiramento na coxa direita durante a partida entre Portugal e Sérvia, no último dia 25, no estádio da Luz, em Lisboa, pelas Eliminatórias da Eurocopa de 2020. Depois do jogo em Amsterdã, na última quarta-feira, também não jogou contra o SPAL, no sábado.

O treinador confirmou as ausências do zagueiro Giorgio Chiellini e do atacante croata Mario Mandzukic, mas não deu pistas sobre quem poderia assumir as vagas. "Amanhã (terça-feira) podem jogar Moise Kean, Paulo Dybala ou nenhum dos dois", revelou Allegri.

No lado holandês, o técnico Erik Ten Hag apontou a Juventus como favorita, mas confia no poderio de sua equipe. "A Juventus é a favorita, especialmente depois do resultado em Amsterdã", disse o treinador, referindo-se ao empate por 1 a 1, na semana passada. "Mas se jogarmos bem, podemos superar qualquer limite. Estou confiante por causa da maneira como estamos jogando e treinando. Estamos cada vez mais fortes e estamos mostrando isso jogo por jogo", afirmou ao lembrar da histórica vitória sobre o Real Madrid por 4 a 1, em pleno estádio Santiago Bernabéu, em Madri, nas oitavas de final.

O técnico holandês espera novidades do seu colega italiano para o jogo decisivo. "Allegri é muito experiente e certamente pensou em uma maneira diferente de abordar este jogo em comparação com a semana passada", afirmou Ten Hag. "Precisamos melhorar nosso plano tático".

Ten Hag espera poder contar com o meia Frenkie de Jong, de 21 anos, que deixou lesionado o jogo do último sábado contra o Excelsior Rotterdã, pelo Campeonato Holandês, aos 22 minutos do primeiro tempo. "Ele saiu por precaução. Tenho certeza de que ele poderá jogar", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.