Em casa, Bragantino goleia Duque de Caxias por 4 a 1

O Bragantino se reabilitou com estilo no Campeonato Brasileiro da Série B ao golear o Duque de Caxias por 4 a 1, neste sábado, no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista, no fechamento da 32.ª rodada. Com 43 pontos, o time paulista subiu para a 11.ª posição, enquanto que o carioca continua com 45, em nono lugar.

AE, Agência Estado

30 de outubro de 2010 | 23h11

O time da casa, que vinha de derrota para o Ipatinga, começou tomando as iniciativas ofensivas, tentando abrir o placar na base da pressão. E teve a sua melhor chance aos 22 minutos, numa penalidade máxima sofrida por Nego e cometida por Nill. Na cobrança, o próprio Nego "telegrafou" e o goleiro Lopes espalmou. O lateral pediu para bater, embora não fosse o especialista.

Do outro lado, o goleiro Gilvan garantiu o zero no placar com duas grandes defesas aos 35 minutos. Na primeira, num chute forte de Amaral e, depois, numa cabeçada de Marlon à queima roupa.

Por ironia do destino, Lopes falhou no gol do Bragantino, aos 38 minutos. Após passe perfeito de Quixadá, entre os zagueiros, Rodriguinho bateu de perna esquerda e pegou Lopes no contrapé. O goleiro tentou pegar com as mãos, mas errou o tempo da bola. Nos acréscimos, o Duque de Caxias empatou com o atacante Somália. Após a cobrança de falta para a área, a defesa parou e a bola foi ajeitada de cabeça e Somália. Ele também usou a cabeça e completou, quase na frente de Gilvan, para as redes.

Na volta do intervalo, o técnico Marcelo Veiga culpou seus jogadores pelo resultado ruim. "O Duque de Caxias não tem mais responsabilidade com nada e está jogando como um coletivo. Mas nós não porque ainda não nos livramos do rebaixamento. Temos que ter mais atenção e mais iniciativa", comentou. O curioso é que o time entrou e saiu dos vestiários em apenas 11 minutos.

Aos dois minutos, o Bragantino ficou na frente. E com sorte. Após levantamento de falta, o zagueiro Junior Lopes subiu com Nill e a bola ganhou altura, encobrindo Lopes. O zagueiro saiu comemorando, mas a bola na verdade tocou na cabeça de Nill, que teria feito um gol contra. Melhor em campo, o time paulista ampliou, aos 31, com Luciano Sorriso, que bateu com categoria. Ele próprio completou a goleada aos 44, após corta-luz de Finazzi e belo chute.

A 33.ª rodada será toda realizada na próxima terça-feira. O Bragantino vai enfrentar o Sport, no Recife, a partir das 19h30 (de Brasília), na Ilha do Retiro. O Duque de Caxias vai receber a Ponte Preta, a partir das 21h50, em São Januário.

Ficha técnica

Bragantino 4 x 1 Duque de Caxias

Bragantino - Gilvan; Junior Lopes, André Astorga e Everaldo; Nego, Marcos Aurélio (Adriano), Silas, Diego e Éder (Luciano Sorriso); Rodriguinho e Juninho Quixadá (Finazzi). Técnico: Marcelo Veiga.

Duque de Caxias - Lopes; Amaral, Marlon, Edson e Nill; Xaves, Mancuso, Tiaguinho (Frontini) e Juninho (Lenilson); Geovane Maranhão (Léo Itaperuna) e Somália. Técnico: Gilson Kleina.

Gols - Rodriguinho, aos 38, e Somália, aos 46 minutos do primeiro tempo; Junior Lopes, aos 2, Luciano Sorriso, aos 31 e aos 44 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos - Rodriguinho, André Astorga, Gilvan e Adriano (Bragantino); Nill (Duque de Caxias).

Árbitro - Átila Carneiro Magalhães (MG).

Renda - R$ 3.325,00.

Público - 571 pagantes.

Local - Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.