Divulgação
Divulgação

Em casa, Goiás se despede do Campeonato Brasileiro e de ídolo

No time goiano, o objetivo é quebrar a sequência de quatro derrotas consecutivas e despedir-se da competição com vitória

Daniel Gondim e Tomás M. Petersen, Estadão Conteúdo

07 de dezembro de 2014 | 08h05

O clima será de despedida no confronto deste domingo entre Goiás e Chapecoense, que se enfrentam às 17 horas, no estádio Serra Dourada, em Goiânia. Livres do rebaixamento, as duas equipes só cumprem tabela na 38.ª e última rodada do Brasileirão, mas para o time esmeraldino, o jogo também marca a aposentadoria do goleiro Harlei, que, aos 42 anos, decidiu se aposentar.

Com 44 pontos, o Goiás é 13.º colocado, enquanto que os catarinenses, com um ponto a menos, estão em 15.º. No time goiano, o objetivo é quebrar a sequência de quatro derrotas consecutivas e despedir-se do Brasileirão com vitória, mas também é homenagear Harlei, que chegou em 1999 ao clube. Foram 831 jogos e 12 títulos, o que torna o goleiro um dos principais nomes da história esmeraldina.

"Paro em um momento muito legal, muito feliz. O que pude fazer pelo Goiás, procurei fazer da melhor maneira possível", disse o goleiro, em entrevista coletiva realizada na última sexta-feira.

Havia a possibilidade de Harlei ser titular contra a Chapecoense, mas ele deve ficar mesmo no banco de reservas. Para o confronto, o técnico Ricardo Drubscky não terá os volantes Amaral e Thiago Mendes, o atacante Samuel e o zagueiro Jackson, que estão suspensos. Para o lugar do quarteto devem ser escalados, respectivamente, Rodrigo, Esquerdinha, Wellington Júnior e Esquerdinha.

CHAPECOENSE

Garantida na Série A em 2015, a Chapecoense fecha a temporada contra o Goiás. A partida será neste domingo, às 17 horas, no estádio Serra Dourada, em Goiânia, pela 38.ª e última rodada do Campeonato Brasileiro. Mesmo com o objetivo do ano cumprido, que era a permanência, o time promete jogar para valer.

"Vamos focados neste jogo para encerrar com chave de ouro a nossa participação. Agora que já alcançamos o objetivo da permanência, quem sabe a gente melhora a nossa posição na tabela e almeja algo mais", disse o técnico Celso Rodrigues.

O time ainda não foi montado. Alguns jogadores já foram dispensados para as férias e outros estão desgastados pela temporada. Por isso, o técnico dará chance aos que pouco jogaram durante o ano como o volante Hyoran e o zagueiro Danny Morais.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoGoiás

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.