Lucas Uebel/Grêmio
Lucas Uebel/Grêmio

Em casa, Grêmio leva virada e perde jogo de oito gols para o Caxias no Gaúcho

Comandado por César Bueno, time tricolor sofre com jogadas aéreas em casa

Estadão Conteúdo

20 Janeiro 2018 | 18h54

O Grêmio segue sem vencer no Campeonato Gaúcho. Ainda utilizando o seu time B na competição, pois o elenco principal acabou de retornar das férias, a equipe fez um duelo disputado em ritmo frenético com o Caxias e se deu mal. Após abrir 3 a 1, levou a virada e foi batida por 5 a 3 no duelo válido pela segunda rodada do torneio estadual, disputado neste sábado em Porto Alegre.

+ TEMPO REAL - Confira os lances da partida

+ Confira a tabela de classificação do Campeonato Gaúcho

No tropeço, o time comandado por César Bueno - Renato Gaúcho até esteve na Arena Grêmio, acompanhando o duelo de um camarote - sofreu com os erros do seu sistema defensivo, especialmente nas jogadas aéreas, utilizadas pelo Caxias para marcar três dos seus cinco gols. Assim, nem a boa produção ofensiva do ataque no primeiro tempo foi suficiente para evitar a derrota de virada.

O duelo foi disputado sob calor forte em Porto Alegre, mas não impediu que as equipes fizessem um confronto muito movimentado e, principalmente, franco. Quem saiu na frente foi o Grêmio, após uma bela jogada coletiva, com intensa troca de passes, em que Jean Pyerre finalizou para a defesa de Gledson. Isaque ficou com o rebote e finalizou às redes.

Só que o Caxias respondeu no lance seguinte, explorando o jogo aéreo, problema que seria o principal do Grêmio neste sábado. E o gol de empate foi anotado por Nicolas, em cabeceio após cobrança de falta de Rafael Gava.

Mas se falhava na defesa, o Grêmio conseguia exibir qualidade no ataque, envolvendo o Caxias. Foi assim que o time marcou mais duas vezes no primeiro tempo. Aos 25, o time visitante vacilou na saída de jogo e Isaque cruzou para Matheus Henrique, que finalizou às redes. Logo depois, aos 28, em nova jogada com a participação de Isaque, Pepê rolou para Jean Pyerre fazer 3 a 1.

Parecia fácil, mas o Caxias conseguiu reagir no último lance do primeiro tempo. Após cobrança de falta, Julinho cruzou para Laércio, que cabeceou para marcar o segundo gol do Caxias e deixar o jogo aberto para a etapa final. O Caxias, então, começou o segundo tempo no ataque e empatou o placar aos dez minutos, com pênalti convertido por João Paulo após a bola bater na mão de Madson dentro da grande área.

E não ficou só nisso. Na busca pela vitória, os times passaram a fazer um duelo franco e quem se deu melhor foi o Caxias. Aos 23 minutos, em nova jogada de bola parada, após cobrança de escanteio, executada por Rafael Gava, Laércio tocou a bola de joelho e Bruno Grassi não conseguiu evitar o gol.

Já perto do fim do segundo tempo, o Caxias ficou com um jogador a menos, por causa da expulsão de Carlos André. Mas o Grêmio não aproveitou a superioridade numérica para arrancar o empate. Pelo contrário. Em uma lambança da defesa do Grêmio, com falhas do zagueiro Ruan e do goleiro Bruno Grassi, Daniel Cruz marcou para o Caxias e definiu a improvável vitória por 5 a 3.

A derrota manteve o Grêmio com apenas um ponto, provisoriamente em sétimo lugar no Campeonato Gaúcho, enquanto o Caxias chegou aos seis pontos, na liderança. O time porto-alegrense buscará a reação na próxima quarta-feira, quando vai visitar o Avenida. No mesmo dia, o Caxias receberá o Internacional no Centenário.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.