Em casa, Palmeiras quer subir outro degrau rumo à elite

Controlar a ansiedade e o clima de já ganhou parece ser o maior desafio do Palmeiras até garantir o acesso para a elite nacional. Esperar por algo tão previsível incomoda os palmeirenses e por isso, a ordem é encarar o jogo contra o Sport, neste sábado, às 16h20, no estádio do Pacaembu, pela 24.ª rodada, como mais uma decisão na Série B do Campeonato Brasileiro. Quanto antes voltar à Série A, melhor.

DANIEL BATISTA, Agência Estado

21 de setembro de 2013 | 07h04

O Sport aparece em quinto lugar com 15 pontos a menos que o Palmeiras - 52 contra 37. Se vencer, o time do técnico Gilson Kleina amplia a vantagem para o quinto colocado, independente dos outros resultados, já que Icasa e Boa, que aparecem logo abaixo dos pernambucanos no início desta rodada. Nas contas da comissão técnica, mais quatro vitórias e dois empates garantem o acesso. Alguns matemáticos apostam que quatro triunfos são suficientes.

O jogo promete uma disputa tática. O Sport melhorou na tabela de classificação após a chegada do técnico Geninho, há duas rodadas. Venceu as partidas por 1 a 0, passou a atuar com três zagueiros e mostrou um poder de marcação muito maior, encabeçado por Pereira, ex-Santos.

Gilson Kleina promete ir para cima mesmo sem poder contar com Leandro, machucado, e Mendieta, suspenso. Ele só não decidiu - ou não quis revelar - se vai apostar em Ananias e montar uma formação bem ofensiva ou será mais cauteloso e colocará Charles para ajudar na marcação, dando maior liberdade para Valdivia, que tem se destacado quando joga no Pacaembu.

Além da matemática em jogo, criou-se também uma recente rivalidade com o Sport que faz a partida ganhar ainda mais ares de decisão. No primeiro turno, a equipe pernambucana venceu por 1 a 0 com um gol em lance irregular após um escanteio mal marcado pelo árbitro. "Saímos de cabeça inchada aquele dia. Nossa esperança é que nada aconteça agora", disse Henrique. Nesta partida, o volante Márcio Araújo foi expulso depois do jogo por reclamar da arbitragem.

Nos últimos confrontos parece ter se tornado comum confusão e violência em jogos do Palmeiras. Valdivia e Alan Kardec mostraram hematomas após o jogo contra o América-MG. Diante do Avaí, Leandro teve que deixar o campo após uma entorse no tornozelo esquerdo no momento em que foi dividir a bola. "Estão exagerando nas jogadas ríspidas contra nós e a arbitragem precisa ver com mais atenção este ponto", disse Gilson Kleina, que pediu maior calma para seus atletas também.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSérie BPalmeiras

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.