Andreas Arnold/AFP
Andreas Arnold/AFP

Em chegada à Alemanha, Neuer diz que seleção está 'furiosa' e exime Löw de culpa

Goleiro viu equipe protagonizar vexame com eliminação na primeira fase da Copa da Rússia

Estadão Conteúdo

28 Junho 2018 | 15h50

A seleção alemã desembarcou nesta quinta-feira em Frankfurt, na Alemanha, após campanha fracassada na Copa do Mundo disputada na Rússia. Cercados por repórteres, membros da delegação tentaram explicar o desempenho ruim da equipe, que só venceu uma vez e perdeu dois jogos no torneio.

+ Campeão do mundo em 1990, Matthäus diz que 'algo tem de mudar' na seleção alemã

+ Presidente da DFB se diz 'completamente desapontado', mas respalda Joachim Löw

"Estamos furiosos consigo mesmos", disse Manuel Neuer após o desembarque. "O treinador não teve nada a ver com isso", afirmou o goleiro, em defesa do técnico Joachim Löw. À frente da seleção alemã desde julho de 2006, o treinador está pressionado e pode deixar o cargo.

"É preciso haver medidas a longo prazo e mudanças claras. Agora temos de discutir como fazemos isso", disse Löw, que neste Mundial comandou a seleção alemã na derrota por 1 a 0 para o México, na vitória por 2 a 1 sobre a Suécia e no revés por 2 a 0 para a Coreia do Sul. Quando perguntado o que poderia ser feito, o treinador alemão não respondeu.

 

"Seguimos muito afetados", resumiu após o desembarque o ex-atacante Oliver Bierhoff, que desempenha a função de gerente da equipe nacional. Foi a primeira eliminação da Alemanha em uma primeira fase de Copa do Mundo desde a edição de 1938, disputada na França. Na ocasião, o torneio já começava nas oitavas de final e a responsável por despachar os alemães foi a Suíça.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.