Em clima de festa, Patrícia Amorim crê em reação do Fla

Presidente do clube diz esperar que equipe escape do rebaixamento para 'virar a página em 2011'

AE, Agência Estado

15 de novembro de 2010 | 18h16

A presidente do Flamengo, Patrícia Amorim, mostrou confiança na recuperação do time no Campeonato Brasileiro nesta segunda-feira, dia em que o clube completou 115 anos. Para a dirigente, a equipe tem todas as condições de escapar do rebaixamento para "virar a página" em 2011.

"Tenho a certeza de que vamos encerrar o ano bem e começar 2011 com todas essas páginas viradas. O ano está sendo difícil, mas o clube é maior do que tudo isso", declarou Patrícia Amorim, motivada pelo clima de festa na Gávea.

"O aniversário do Flamengo tem de ser sempre comemorado. Todo mundo que gosta do Flamengo, que é sócio, torcedor do Flamengo, tem no dia 15 de novembro um dia especial. Vamos comemorar sempre por tudo que o Flamengo representa em nossas vidas e por tudo que o Flamengo conquistou, que nos trouxe tanta alegria", celebrou.

Na 14.ª posição da tabela, o Flamengo ainda corre risco de rebaixamento, faltando três rodadas para o fim do campeonato. O time soma 40 pontos, apenas três a mais que Avaí e Guarani, que estão dentro da zona da degola.

Para evitar uma surpresa no final do campeonato, Patrícia Amorim cobrou um clima de decisão no grupo até a última rodada. "Os jogadores precisam se comportar como um momento de decisão. Temos um jogo importantíssimo no sábado. É uma decisão, assim como os outros dois jogos também. Precisamos mostrar força nessa situação", declarou.

No sábado, o Flamengo vai enfrentar o Guarani, rival direto na briga para escapar da queda. Na sequência, terá pela frente o Cruzeiro, que briga pelo título, e o Santos, que não tem mais pretensões no campeonato.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.