Lucas Uebel/Grêmio
Lucas Uebel/Grêmio

Em clima de mistério, Grêmio e Botafogo decidem vaga na semifinal da Libertadores

Renato Gaúcho e Jair Ventura não quiseram divulgar a escalação de suas equipes

Estadão Conteúdo

20 de setembro de 2017 | 07h47

Depois de um 0 a 0 de muito equilíbrio e marcação no estádio do Engenhão, no Rio, na semana passada, Grêmio e Botafogo decidem nesta quarta-feira, às 21h45, na Arena Grêmio, em Porto Alegre, uma vaga nas semifinais da Copa Libertadores. E como era de se esperar, os dois clubes adotaram o clima de mistério nos treinamentos preparatórios para a partida.

No Grêmio, o técnico Renato Gaúcho não quis divulgar qual será a escalação. No último treino antes do duelo, nesta terça-feira, o treinador fechou os portões à imprensa e não deu pistas sobre o time que estará em campo. O treinador costuma fechar as últimas atividades antes de partidas importantes e desta vez não foi diferente. O principal objetivo era ampliar o mistério em torno de Pedro Geromel e Luan, que se recuperam de lesões e são dúvidas.

O zagueiro está em fase final de recuperação de uma lesão muscular na coxa direita, enquanto que o atacante vive estágio menos avançado do tratamento de um problema no mesmo local. "A escalação, uma horinha antes a gente passa para vocês. Na minha cabeça não tem nenhuma dúvida, na de vocês (jornalistas) eu sei que deve ter", disse Renato na entrevista coletiva desta terça-feira.

A situação mais avançada é a de Pedro Geromel, que treinou com bola nos últimos dias, participou do rachão desta terça-feira e deve atuar. Já Luan apenas correu em torno do gramado na última segunda e ficou de fora do recreativo. Se não puder contar com o atacante, Renato Gaúcho sabe a falta que ele fará.

"O Luan é o melhor jogador do Brasil na atualidade. Precisa falar mais alguma coisa? O que mudaria no Barcelona sem o Messi? Cada um na sua proporção, mas a importância dele se traduz nos números. Ele é fundamental, não preciso nem entrar em detalhes. Faz falta, e muita falta, até porque na posição, temos praticamente apenas o Luan", considerou.

No Botafogo, mistério também feito pelo técnico Jair Ventura. O atacante Rodrigo Pimpão cobra inteligência e atenção de seus companheiros. Um empate com gols ou a vitória darão ao time alvinegro a vaga na semifinal da competição continental.

"Precisamos dosar, entender a partida. É preciso ter muita atenção e determinação do início ao fim. Sabemos que vai ser difícil, na casa do adversário. Mas temos outros exemplos de jogos assim que saímos vitoriosos. Não temos que mudar nada. É fazer tudo que fizemos até aqui", projetou o atleta em entrevista concedida nesta terça-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.