Igor Emorim/ SPFC
Igor Emorim/ SPFC

Em comemoração aos 60 anos do Morumbi, e-book reúne imagens coloridas da construção do estádio

Além das ilustrações, é possível encontrar no livro algumas curiosidades do período

Redação, O Estado de S.Paulo

02 de outubro de 2020 | 13h06

Em comemoração aos 60 anos do estádio do Morumbi, completados nesta sexta-feira, o Arquivo Histórico do São Paulo lançou um e-book, que conta, através de fotos, o processo de construção da casa do Tricolor Paulista. Ao todo, são 157 imagens coloridas, que fazem parte da série "São Paulo Futebol Clube - 90 Anos".

Além das ilustrações, é possível encontrar no livro algumas curiosidades do período. Por exemplo, a região escolhida para a construção do estádio, a princípio, seria onde se encontra, hoje, o Parque do Ibirapuera. Mas por causa de uma restrição do então vereador Jânio Quadros, que posteriomente foi presidente do Brasil, a obra não aconteceu. 

Desta forma, os dirigentes tricolores tiveram que procurar outro local para a construção do estádio. Eles encontraram uma área similar a que procuravam em um loteamento imobiliário da "Fazendo do Morumby", que ficava fora do núcleo urbano da cidade, "do outro lado do Rio Pinheiros".

 “O local é magnífico, não sendo, como afirmam, muito longe do centro, ficando entre o Brooklin Paulista e a Cidade Jardim. Possui o terreno uma queda, mais ou menos parecida com a do Vale do Pacaembu, onde foi construído o Estádio Municipal, prestando-se por isso mesmo, magnificamente, para a construção do Estádio bem no centro”, relatou o jornal "O Esporte", no dia 7 de agosto de 1952.

A partida de estreia aconteceu há exatos 60 anos, com o estádio ainda inacabado. Na ocasião, o São Paulo enfrentou o Sporting, de Portugal. O clube tricolor venceu a partida por 1 a 0. O primeiro gol no Morumbi foi marcado por Arnaldo Poffo Garcia, o "Peixinho". Demorou mais 10 anos para que as obras fossem concluídas. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.