Ronald Zak/AP
Ronald Zak/AP

Em crise, Dinamarca atua com atletas de ligas inferiores e perde da Eslováquia

Principais jogadores do país estão em rota de colisão com a federação de futebol local

Estadão Conteúdo

05 Setembro 2018 | 18h08

Em meio à crise envolvendo sua federação de futebol e os principais atletas do país, a Dinamarca entrou em campo nesta quarta-feira com um time "remendado" para encarar a Eslováquia, em amistoso na cidade de Trnava. Apesar do temor de uma goleada histórica, os dinamarqueses até conseguiram segurar o adversário e perderam apenas de 3 a 0.

O entrevero entre a Associação Dinamarquesa de Futebol (DBU) e os jogadores do país começou em 31 de julho. Dias após a eliminação nas oitavas de final da Copa do Mundo, chegou ao fim o acordo coletivo dos atletas com a DBU que prevê, entre outros fatores, o pagamento dos direitos de imagem aos jogadores.

Desde então, as duas partes falharam nas tentativas de firmar um novo contrato, o que resultou no boicote dos principais nomes do país, que se recusaram a servir à seleção enquanto o acordo não fosse firmado. Sem estes atletas e temendo punições da Uefa em caso de derrotas por W.O., o jeito foi chamar jogadores do futebol amador nacional e até alguns que atuam no futsal.

Nem mesmo o técnico Age Hareide esteve no banco. A DBU explicou que liberou o treinador do compromisso por não querer lhe impor uma seleção que não seria escolhida por ele. Seu auxiliar, o ex-atacante Jon Dahl Tomasson, também foi liberado. O ex-jogador da seleção John Jensen assumiu interinamente.

Diante deste cenário catastrófico, a remendada Dinamarca chegou à Eslováquia temendo um vexame, e os torcedores da seleção se assustaram quando o adversário abriu o placar logo aos 11 minutos. Após cruzamento de Kucka da direita, Nemec subiu sozinho para marcar de cabeça.

Estava fácil para a Eslováquia, que chegou ao segundo gol aos 36 minutos, em sua décima finalização na partida. Kucka novamente foi o garçom, e Rusnak, sozinho, marcou. Os donos da casa, então, tiraram o pé e só foram selar o marcador na etapa final. Aos 33, Adam Fogt marcou contra.

É com essa mesma equipe cheia de atletas amadores que a Dinamarca vai estrear na Liga das Nações da Uefa, domingo, diante de País de Gales, em casa. A Eslováquia fará seu primeiro jogo no torneio no mesmo dia, contra a Ucrânia, em Lviv.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.