Christian Bruna/EFE
Christian Bruna/EFE

Em crise, Everton anuncia a contratação do técnico italiano Carlo Ancelotti

Demitido do Napoli na semana passada, técnico de 60 assina vínculo por quatro anos com equipe inglesa

Redação, Estadão Conteúdo

21 de dezembro de 2019 | 12h08

Pouco antes de empatar sem gols com o Arsenal na abertura da 18ª rodada do Campeonato Inglês, o Everton anunciou neste sábado a contratação do técnico italiano Carlo Ancelotti, demitido do Napoli na semana passada.

Ancelotti, de 60 anos, assinou contrato de quatro anos, com duração até o final da temporada 2023/2024. Ele chega para assumir o lugar do português Marco Silva, dispensado há duas semanas depois de fracassar na tentativa de tirar o time inglês da crise.

"Esse é um ótimo clube com uma história muito rica e uma base de torcedores muito apaixonada. Existe uma clara visão do dono e da diretoria de alcançar o sucesso e troféus. O que é algo que me atrai como treinador e estou emocionado com a chance de trabalhar neste clube e ajudar a tornar essa visão uma realidade", afirmou o treinador, que elogiou o seu novo elenco, apesar dos resultados ruins em sequência que deixaram a equipe de Liverpool perto da zona de rebaixamento da competição nacional, na 15ª colocação, com 19 pontos.

No anúncio em suas redes sociais, o Everton enalteceu a carreira vitoriosa de Ancelotti, que ostenta 20 títulos em sua trajetória como técnico, incluindo três troféus da Liga dos Campeões da Europa, em 2003 e 2007, pelo Milan, e em 2014, pelo Real Madrid.

Além de Milan e Real Madrid, Ancelotti também conquistou títulos com Chelsea, Paris Saint-Germain e Bayern de Munique. Sua única passagem no futebol inglês foi no comando do Chelsea, entre 2009 e 2011. Assim, retornará à terra da rainha após quase uma década.

Seu último clube foi o Napoli, do qual saiu em baixa. Ele foi demitido minutos depois do time italiano golear o Genk e garantir vaga no mata-mata da Liga dos Campeões. Os motivos foram os maus resultados no torneio nacional e o relacionamento turbulento com o presidente Aurelio De Laurentiis.

O novo treinador do Everton esteve no Estádio Goodison Park neste sábado e assistiu ao empate sem gols com o Arsenal apenas como espectador, uma vez que o time foi comandado pelo interino Duncan Ferguson. Sua estreia será na próxima rodada do Inglês, diante do Burnley, dia 26 de dezembro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.