Em crise, Guarani anuncia a contratação do técnico Carbone

O Guarani não chegou a ficar dois dias sem treinador. Depois de Waguinho Dias pedir demissão, após o empate com o Mogi Mirim (1 a 1), no sábado à noite, o diretor de futebol do clube, José Carlos Hernandes, anunciou que José Luiz Carbone será o novo comandante da equipe."Ele mora em Campinas, tem um perfil muito bom e aceitou o desafio", explicou o diretor, que ainda confia na reação do time. Após a 10.ª rodada da A-2, o Guarani soma apenas 11 pontos e ocupa a 13.ª posição, longe do grupo dos oito primeiros que vão passar à segunda fase.Carbone deve se apresenta nesta segunda-feira para comandar seu primeiro treino. Esta será a terceira passagem dele pelo Guarani (ele já treinou a equipe em 1986 e 2000). Sua principal marca foi o vice do Paulistão de 1988."Não haverá tempo para se trabalhar a longo prazo. Por isso, temos de definir um esquema tático e investir no conjunto", contou o treinador. Junto com Carbone chegará o fisicultor Paulo César Santos, que substituirá Rui Shibokawa, que saiu junto com Waguinho.Em contrapartida, as negociações com o meia Nenê e o atacante Genilson, ambos do Guaratinguetá, não deram certo - por enquanto, o Guarani vai inscrever apenas o meia argentino Hernan, que fazia testes no Brinco de Ouro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.