Em crise, Guarani bate o Boa por 1 a 0 em Varginha

Apesar dos salários atrasados time mostra garra em Varginha

AE, Agência Estado

13 de setembro de 2011 | 22h33

VARGINHA (MG) - Mesmo com dois meses de salários atrasados, o Guarani mostrou muita disposição e venceu o Boa por 1 a 0, nesta terça-feira, no estádio Melão, em Varginha (MG), pela 23.ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Com 27 pontos, o clube do interior paulista continua em 16.º lugar na sua luta contra o rebaixamento. Já a equipe do sul de Minas Gerais caiu para a 10.ª posição, com 32 pontos.

O Boa entrou em campo animado com as duas últimas vitórias - sobre São Caetano, por 4 a 1, e Vila Nova, por 2 a 1. E tinha ainda o apoio de sua torcida, que compareceu em bom número ao estádio Melão. Do outro lado, o Guarani não escondeu a disposição de somar ponto fora de casa, mesmo se fosse com um empate. O técnico Giba optou por escalar três zagueiros - Éverton Páscoa, Aislam e Ailson -, reforçando o seu sistema de marcação.

Disposto a conseguir seu gol rapidamente, o Boa diminuiu os espaços dos visitantes, mas se mostrou muito afobado. Fazia a ligação direta, não trocando passes e, portanto, não chegando ao ataque em boas condições de finalização. Tanto que só teve uma chance quase ocasional. Ramon fez o levantamento do lado direito, a bola ganhou efeito e Émerson trocou de mão para evitar o gol.

O Guarani, porém, limitou-se a se defender. Taticamente esteve bem posicionado, marcando fora da grande área e evitando a pressão adversária. E conseguiu seu intento no primeiro tempo. O goleiro Luiz Fernando praticamente assistiu ao jogo.

Na volta para o segundo tempo, o técnico Nedo Xavier tentou reforçar o ataque do Boa com a entrada de Valdo no lugar de Moisés. O Guarani manteve a mesma disposição defensiva. Mas quem mexeu certo foi Giba, que colocou o rápido Felipe no lugar do sonolento Dairo. Um minuto após entrar, Felipe abriu o placar, aos 11. Ele recebeu lançamento de Renato, ajeitou a bola, protegeu do adversário e bateu de virada e cruzado.

Depois disso, o Guarani passou a se defender para explorar os contra-ataques. O Boa ainda tentou meter pressão, mas precipitado perdeu várias chances. Quando isso não aconteceu, o goleiro Émerson apareceu bem.

No final de semana já será disputada a 24.ª rodada. No sábado, às 16h20, o Boa vai enfrentar o Icasa, em Juazeiro do Norte (CE). Ainda cumprindo suspensão de mando de campo, o Guarani recebe a líder Portuguesa na cidade de Araraquara.

BOA 0 X 1 GUARANI

BOA -  Luiz Fernando; Carlos César, Thiago Carvalho, Carciano e Marinho Donizete; Claudinei, Jean Cléber, Moisés (Valdo) e Carlos Magno (Hygo); Jheimy e Ramon (Laércio). Técnico: Nedo Xavier.

GUARANI - Emerson; Éwerton Páscoa, Ailson e Aislan; Chiquinho, Dadá, Leandro Carvalho, Renato (Rodrigo Paulista) e Carlinhos (João Paulo); Dairo (Felipe) e Denilson. Técnico: Giba.

Árbitro - José de Caldas Souza (DF).

Cartões amarelos - Valdo (Boa); Dadá, Renato, Aislan, Leandro Carvalho, Chiquinho e Éwerton Páscoa (Guarani).

Gols - Felipe, aos 11 minutos do segundo tempo.

Renda e público - Não disponíveis.

Local - Estádio Melão, em Varginha (MG).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.