Vinnicius Silva/Cruzeiro
Vinnicius Silva/Cruzeiro

Em crise interna, Cruzeiro reencontra Mano Menezes em duelo diante do Palmeiras

Hoje treinada por Rogério Ceni, em 16º lugar com 18 pontos, equipe mineira tenta se distanciar da zona de rebaixamento

Redação, Estadão Conteúdo

14 de setembro de 2019 | 12h10

Foram três anos de convívio, com duas Copas do Brasil conquistadas e dois títulos mineiros pelo Cruzeiro. Neste sábado, às 19 horas, no Allianz Parque, o ex-técnico do time, Mano Menezes, estará vestindo outro uniforme na área técnica logo ao lado, agora como comandante do Palmeiras, em confronto válido pela 19.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Hoje treinada por Rogério Ceni, em 16º lugar com 18 pontos, a equipe mineira tenta se distanciar da zona de rebaixamento e de uma crise interna, que se instalou no clube e se intensificou nas derrotas para Internacional (3 a 0, em Porto Alegre, pela Copa do Brasil) e Grêmio (4 a 1, em casa, pelo Brasileirão).

O jogo diante dos paulistas encerra uma semana que começou com a goleada sofrida no Independência. A goleada teve ainda como rescaldo declarações polêmicas envolvendo o meia Thiago Neves e Ceni. Eles trocaram farpas e indiretas após os dois reveses, além de protestos e ameaças advindas de torcedores organizados, culminando com o embarque longe do público no Aeroporto de Confins, rumo a São Paulo nesta sexta-feira.

Outro atleta que teve problemas com o novo técnico foi o lateral-direito Edilson, que acabou não sendo relacionado para a partida deste sábado após ser alvo da ira de torcedores durante a semana em manifestação em frente à sede do clube. Em seu lugar, volta o titular Orejuela, ausente na derrota diante do Grêmio por estar com a seleção colombiana em amistosos.

Orejuela comentou sobre o reencontro com o ex-comandante neste sábado, opinando que o fato de ter treinado a equipe por tanto tempo não deverá ser problema para o time mineiro. "Sim, o professor Mano Menezes conhece todos os jogadores, sabe como jogamos, mas vamos jogar de maneira inteligente. Precisamos ganhar, mudar o jeito que estamos jogando e levantar essa equipe na tabela de classificação", ressaltou.

Mesmo envolvido em polêmicas - uma delas ocorreu na tarde desta sexta-feira, quando um repórter erroneamente divulgou que o meia não viajaria a São Paulo, o que foi desmentido depois pelo próprio profissional de imprensa e pela direção do Cruzeiro -, Thiago Neves está relacionado para a partida, cuja escalação não foi divulgada por Ceni.

Uma das poucas certezas que se tem é de que o zagueiro Dedé, ainda se recuperando de uma entorse no tornozelo, continua de fora. Em seu posto, Fabrício Bruno deve formar dupla novamente com Léo no miolo de zaga.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.