Alexandre Lopes/Divulgação
Alexandre Lopes/Divulgação

Em crise, Internacional desafia o líder em casa

Com Dunga ameaçado, time gaúcho precisa vencer, mas não terá seu melhor jogador, D’Alessandro

Elder Ogliari e Marcelo Portela, O Estado de S. Paulo

29 de setembro de 2013 | 08h00

NOVO HAMBURGO - O Internacional está à beira de uma crise, o técnico Dunga é bastante contestado e, para piorar, não terá o seu maestro neste domingo, no jogo contra o líder Cruzeiro, às 18h30, no Estádio do Vale, em Novo Hamburgo. O meia argentino D’Alessandro está suspenso, assim como o zagueiro Índio e o volante Airton. O time gaúcho precisa vencer, para tentar começar a recuperar a paz.

Dunga, que depois das derrotas para o Bahia e Portuguesa nas últimas partidas disputadas pelo Campeonato Brasileiro e do empate com o Atlético Paranaense pela Copa do Brasil, na quinta-feira, passou a enfrentar o descontentamento de parte da torcida - outro até então intocável, Leandro Damião, também é contestado - não antecipou a formação do time. Mas é provável que escale Jackson na defesa, Willians na função mais defensiva do meio-campo e Otávio na armação.

Apesar de ter encerrado a rodada anterior como quinto colocado na classificação, com 34 pontos, o Internacional está ameaçado. Uma vitória é insuficiente para fazer o time avançar para o quarto lugar, mas mantém a perspectiva da perseguição aos adversários que vão à frente na tabela.

Já uma derrota pode ser desastrosa. Se todos os resultados dos concorrentes também forem desfavoráveis, a queda pode ser de seis posições e levar o Colorado ao 11.º lugar.

Isso poderá até colocar o cargo de Dunga em risco. O treinador, porém, já avisou que não pede demissão. Os dirigentes também dizem que não têm motivo para mudar o comando técnico da equipe. Além disso, os jogadores fizeram um pacto para dar apoio a Dunga e garantem que farão de tudo por uma vitória, para que ela se sinta novamente fortalecido.

O Cruzeiro tem liderança do Brasileiro garantida pelo menos nas próximas duas rodadas do Campeonato Brasileiro. Assim, vive momentos de grande tranquilidade e o técnico Marcelo Oliveira definiu na sexta-feira o time que entrará em campo esta noite.

O time mineiro terá dois desfalques para a partida contra o Internacional: Ricardo Goulart e Lucas Silva vão cumprir suspensão por causa do terceiro cartão amarelo. O volante Henrique substitui Lucas Silva.

Para a vaga de Goulart, a opção óbvia seria Júlio Baptista, mas o meia teve confirmada uma lesão na panturrilha e está vetado para o confronto. Com isso, o técnico optou por escalar o atacante Dagoberto.

"Dagoberto é uma boa opção que temos. Não muda tanto a forma de jogar. Ele não vai jogar no meio, vai jogar mais pelo lado. Muda apenas a característica dos jogadores. Temos que aproveitar essa técnica, esse poder que ele tem de chegar ao go’’, avaliou Marcelo.

Ele conta com a "parte técnica boa’’ e o "poder de finalização’’ do atleta para superar "um adversário tradicional, que é tido como um dos melhores elencos do Brasil’’.

Marcelo está otimista e um dos motivos é o retrospecto recente do Cruzeiro fora de casa: três vitórias e um empate nos últimos quatro jogos.

INTERNACIONAL: Muriel; Gabriel, Juan, Jackson e Kléber; Willians, Josimar, Jorge Henrique e Otávio; Forlán e Leandro Damião. Técnico: Dunga

CRUZEIRO: Fábio; Ceará, Dedé, Bruno Rodrigo e Egídio; Nilton, Henrique e Éverton Ribeiro; Dagoberto, Willian e Borges. Técnico: Marcelo Oliveira.

ÁRBITRO: José Wilson Pereira Sampaio

LOCAL: Estádio do Vale

HORÁRIO: 18h30

TRANSMISSÃO: SporTV

Tudo o que sabemos sobre:
brasileirãointernacionalcruzeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.