Serena Campanini/EFE
Serena Campanini/EFE

Em crise, Parma é vendido pela segunda vez nesta temporada

Conglomerado russo-cipriota que assumiu o controle em dezembro negocia clube a um grupo liderado por Fiorenzo Alborghetti

Estadão Conteúdo

06 de fevereiro de 2015 | 18h45

Lutando contra o rebaixamento no Campeonato Italiano, o Parma foi vendido pela segunda vez nesta temporada, enquanto os seus jogadores aguardam o pagamento dos salários atrasados. O clube anunciou em seu site oficial nesta sexta-feira que o conglomerado russo-cipriota que assumiu o controle do clube em dezembro o vendeu a um grupo liderado por Fiorenzo Alborghetti.

O Parma explicou que Alborghetti e o diretor gerencial do clube, Pietro Leonardi, vão formar um novo conselho de administração e que mais detalhes sobre os novos proprietários serão revelado nos próximos dias. Os detalhes financeiros da venda também não foram apresentados.

Último colocado no Campeonato Italiano, o Parma foi penalizado com a perda de um ponto antes do início da competição por não pagar os salários dos jogadores. Diante dos problemas financeiros, o atacante Antonio Cassano deixou recentemente o clube, e o treinador Roberto Donadoni admitiu que tem problemas motivar a equipe.

Tudo o que sabemos sobre:
futinterfutebolParmavenda

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.