Divulgação
Divulgação

Em crise política, São Paulo lança nesta sexta camisa comemorativa

Uniforme bordô vai estrear no domingo e faz homenagem a Ceni

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

16 de outubro de 2015 | 07h00

Durante a maior crise política da história, o São Paulo vai lançar nesta sexta-feira a camisa comemorativa aos 25 anos de carreira de Rogério Ceni. O uniforme na cor bordô para os jogadores de linha e preta para o goleiro representa um fato inédito para o clube, que no domingo, contra o Vasco, vai atuar pela primeira vez sem as tradicionais listras horizontes vermelha e preta no peito.

O São Paulo iniciou a pré-venda do uniforme, confeccionado pela Under Armour, há algumas semanas por R$ 229,90 e pretende utilizar o modelo durante seis partidas. A cor bordô deve entrar em campo também em jogos do time no próximo ano, já quando Rogério Ceni tiver se aposentado do futebol. O adeus é previsto para dezembro, quando aos 42 anos vai se despedir do futebol.

O clube confirmou que a apresentação oficial do uniforme será nesta sexta-feira, no CT da Barra Funda. O evento vai marcar ainda a primeira visita ao local do presidente interino do clube, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco. O dirigente assumiu o cargo na última terça-feira, na vaga de Carlos Miguel Aidar, que renunciou, e ainda não teve a oportunidade de se reunir com o elenco.

"Ainda não conheço pessoalmente o Doriva, apenas conversei com ele por telefone. Estarei no CT para conversar, me apresentar. A grande maioria dos jogadores me conhece porque fui diretor de futebol, vice-presidente de futebol e não sou uma figura desconhecida, além de ter o hábito de que sempre que posso, almoçar lá", comentou Leco em entrevista nesta quinta-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.