Fabio Murru/EFE
Fabio Murru/EFE

Em crise, Roma antecipa concentração após vexame diante do Cagliari no sábado

Time da capital esteve com dois jogadores a mais e vencendo por 2 a 0, mas levou o empate

Ansa

09 de dezembro de 2018 | 13h55

Após o vexame do último sábado (8), quando levou o empate do Cagliari mesmo jogando com dois homens a mais, a Roma decidiu concentrar seu elenco "por tempo indeterminado" no CT de Trigoria.

Apesar de já estar classificada para as oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa, a equipe giallorossa tem apenas 21 pontos em 15 rodadas na Série A, 22 a menos que a líder Juventus, e disputa posições no meio da tabela.

No último sábado, o time da capital vencia o Cagliari fora de casa por 2 a 0, mas levou dois gols nos 10 minutos finais e acabou cedendo o empate. O segundo tento saiu aos 50 minutos da etapa complementar, quando o time sardo jogava com dois a menos.

A derrota aumentou a pressão sobre Eusebio Di Francesco, que não vem conseguindo repetir o bom desempenho da temporada passada.

"Como treinador, devo assumir a responsabilidade. Estou triste e irritado, porque não se pode levar um gol jogando 11 contra nove, é inconcebível", admitiu Di Francesco.

O técnico, no entanto, criticou seus jogadores - sem citar nomes - e afirmou que a equipe demonstrou "fragilidade mental". "Me irrito quando vejo escolhas erradas dos jogadores, que querem fazer gol e não passam a bola", disse.

O próximo compromisso da Roma será na quarta-feira, contra o Viktoria Plzen, pela Liga dos Campeões, jogo que não vale nada para os italianos. Pela Série A, o time volta a campo em 16 de dezembro, contra o Genoa, no Olímpico.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.