Em crise, São Paulo luta pela vaga na Libertadores

Abalado pela derrota para o Santos na semifinal do Paulistão e dividido pela crise causada por cobranças públicas do centroavante Washington, o São Paulo disputa nesta quarta-feira o jogo mais importante da temporada. A equipe precisa vencer o Once Caldas, a partir das 21h50, no Morumbi, para confirmar classificação às oitavas de final da Libertadores.

AE, Agência Estado

21 de abril de 2010 | 08h52

Uma derrota para o Once Caldas pode provocar a eliminação precoce na Libertadores. E colocaria o cargo do técnico Ricardo Gomes em perigo, embora, oficialmente, o discurso da diretoria são-paulina seja de confiança no trabalho. "Não tem essa de ser respaldado ou não. Tem o resultado. Se não tiver resultado, todo mundo sabe o que acontece", explicou o treinador, sem esconder incômodo com a situação.

Para aumentar a pressão, existe um problema interno. Quando cobrou um lugar no time e reclamou que Ricardo Gomes havia estragado a formação do São Paulo após a partida com o Santos (derrota por 3 a 0 no último domingo), Washington desencadeou um efeito dominó. Primeiro, causou revolta no treinador. E depois, dividiu o grupo.

"O Ricardo já provou quando chegou que tem competência e pulso firme", afirmou o zagueiro Alex Silva. "Neste momento, nós, jogadores, temos de assumir nossa parcela de culpa e ficar ao lado do treinador. Perder mais um jogo agora deixaria a equipe em uma situação muito difícil."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.