Em Cuiabá, Vasco e Flamengo se enfrentam para sair da degola no Brasileirão

O clássico dos milhões, neste domingo, vai ser o clássico dos desesperados. Pela primeira vez, Vasco e Flamengo se enfrentam, juntos, na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. A partida, válida pela nona rodada, vai ser realizada na Arena Pantanal, em Cuiabá, às 18h30.

RONALD LINCOLN JR., Estadão Conteúdo

28 de junho de 2015 | 08h49

O jogo será o primeiro do técnico Celso Roth no comando do Vasco. O treinador substituiu Doriva, com o desafio de fazer a equipe de São Januário recuperar a confiança e sair da lanterna do campeonato. Para isso, Roth sabe que terá de ajeitar a defesa que, até o momento, é a mais vazada - com 14 gols sofridos. Mas não é só isso. "Eu não quero apenas marcação, quero que o time jogue e seja disposto a tudo para vencer. O Vasco não pode ser um time que só marca, tem que jogar e atacar", avaliou.

Celso Roth fez mistério quanto a escalação, só revelou esperar a participação do goleiro uruguaio Martín Silva, que retornou da Copa América. Contudo, o jogador se queixa de dores no tornozelo e é provável que não possa atuar, deixando o contestado Charles com a vaga.

Na 17.ª posição, o Flamengo passa por mudanças no time e acredita que a vitória no clássico pode ser um combustível para uma arrancada na competição. "A necessidade de vitória é grande para ambos. Onde quer que seja, tem muita rivalidade e será um jogo muito disputado e equilibrado", considerou o técnico Cristóvão Borges. "Quem sair vitorioso, sairá mais fortalecido".

Muito criticado, Pará deve dar a vaga para Anderson Pico, que retoma o posto na lateral esquerda. A expectativa é que o time rubro-negro entre com uma formação cautelosa no meio de campo, com três volantes.

Novamente, Emerson será a esperança do Flamengo.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoVascoFlamengo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.