Bruno Cantini/Atlético
Bruno Cantini/Atlético

Em Curitiba, Atlético-MG busca a primeira vitória fora de casa no Brasileirão

Mineiros enfrentam o xará paranaense neste domingo, às 16 horas, na Arena da Baixada

Estadão Conteúdo

13 Maio 2018 | 08h26

Depois de ter os jogadores titulares poupados do duelo da última terça-feira contra o San Lorenzo, da Argentina, pela Copa Sul-Americana, o Atlético Mineiro terá força máxima para a partida contra o Atlético Paranaense neste domingo, às 16 horas, na Arena da Baixada, em Curitiba, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro.

+ Zagueiro Juninho é relacionado pela 1ª vez no Atlético-MG e Larghi leva 22 nomes

A decisão de poupar os titulares rendeu a eliminação na competição sul-americana e expôs a total prioridade que o Atlético Mineiro dá ao Brasileirão, o qual o presidente do clube, Sérgio Sette Camara, diz ter chances de conquistar. No momento, o time alvinegro faz boa campanha: tem sete pontos somados, com duas vitórias e um empate.

A equipe atleticana não tem tido, contudo, boas apresentações fora de casa, de modo que ainda não venceu longe de Belo Horizonte. Foi derrotado para o Vasco no Rio de Janeiro, na estreia, e, no último jogo, empatou com o São Paulo na capital paulista. Assim, busca em Curitiba o seu primeiro triunfo no torneio como visitante.

Thiago Larghi comemorou a recuperação física dos atletas com a semana inteira livre para descanso e treinos. "O grupo está se preparando, descansando e treinando. É isso que precisa para desempenhar bons jogos. Para uma sequência de jogos, a gente precisa treinar bem e ter uma semana que siga fisiologicamente o mínimo para o corpo ter uma nova ação", disse.

"Os jogos hoje são de muita intensidade. Isso não tem muita questão. A gente trabalha com o grupo inteiro, com um Atlético-MG forte. É isso que a gente quer para temporada. É o grupo se preparar bem como fizemos nesta semana", completou o treinador.

O treinador atleticano já definiu quem vai a campo na Arena da Baixada, mas não divulgou os escolhidos. Ele fechou as últimas atividades para a imprensa. No entanto, não há muito o que mudar. A principal dúvida é quanto à escalação de Cazares, que também foi preservado contra o San Lorenzo, vem treinando entre os titulares e pode ficar com a vaga de Otero.

"Para ajudar o time, vou fazer qualquer posição. Direita, esquerda, pelo meio, onde Luan está agora. Para mim, não complica muito. Se é para jogar, vou jogar e ajudar. O que importa é estar em campo e ajudando", disse o jogador equatoriano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.