Rahel Patrasso/Reuters
Rahel Patrasso/Reuters

Em encontro com Leonardo, Neymar reforça desejo de sair do PSG

Atacante volta ao clube e manifesta vontade de se transferir em breve para outra equipe

Redação, O Estado de S. Paulo

15 de julho de 2019 | 18h03

O atacante Neymar comunicou ao Paris Saint-Germain nesta segunda-feira a vontade de deixar o clube. Segundo o jornal francês Le Parisien, o atacante se encontrou com o diretor esportivo da equipe francesa, o ex-meia Leonardo, e durante o contato, reforçou o interesse de não prosseguir no time e de se transferir ainda nesta janela de verão do mercado europeu.

Neymar se reapresentou à equipe uma semana depois dos demais jogadores. Enquanto o PSG manifestou publicamente o descontentamento com o atraso, o pai do jogador garantiu que a data já havia sido acordada previamente. No primeiro dia de trabalho, o atacante fez exercícios físicos na academia e não foi o campo junto com os demais companheiros.

Segundo o Le Parisien, Neymar teve uma conversa de poucos minutos com Leonardo. No encontro, o jogador reforçou o interesse de deixar a equipe por se sentir insatisfeito, porém não mencionou para qual clube poderia se transferir. O diálogo entre os dois foi em tom cordial e não teve bronca, apesar da insatisfação pública do PSG com o atacante por ter se reapresentado das férias depois dos demais colegas.

O time francês prometeu tomar medidas disciplinares contra o atraso. Apesar disso e da vontade de sair, Neymar vai continuar o cronograma da pré-temporada com trabalhos físicos. Enquanto isso, o PSG disputa nesta terça-feira um amistoso com o Dínamo Dresden, da Alemanha, em clima de impasse sobre a situação do camisa 10. O Barcelona é um dos clubes interessados na contratação.

Neymar tem mais três anos de contrato com o time francês. No clube desde 2017, o atacante sofreu com duas lesões graves no pé direito nas últimas temporadas, mas ainda assim pode comemorar dois títulos do Campeonato Francês, além de outras conquistas do futebol local.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.