Em evento de novo CT do Boca, Macri diz: 'É preciso recuperar prestígio da AFA'

Presidente da Argentina, Mauricio Macri, presidiu o clube entre 1995 e 2008

Estadao Conteudo

03 de abril de 2017 | 17h54

O Boca Juniors inaugurou nesta segunda-feira um novo centro de treinamento, em Buenos Aires. A solenidade contou com a presença do presidente da Argentina, Mauricio Macri, ex-presidente do clube (entre 1995 e 2008), e do novo presidente da Associação de Futebol Argentino (AFA), Claudio Tapia, que assumiu o cargo na quarta-feira passada. O mandatário do futebol no país foi elogiado por Macri, mas recebeu o recado do chefe de estado de que a entidade precisa "recuperar seu prestígio".

"Se a AFA não é uma instituição séria e respeitada, prejudica a todos os argentinos. É preciso recuperar o prestígio que temos perdido. Todo mundo quer sentir que há uma organização onde a violência está fora e onde se traz a família, onde cada clube cumpre com as suas obrigações", enfatizou o presidente Macri nesta segunda.

O centro de treinamento do clube seria batizado com o nome do presidente argentino, mas o próprio Mauricio Macri recusou a homenagem. "Quinze meses atrás, começamos uma mudança que está em linha com a crença de que somos capazes, a partir da verdade, de gerar confiança, de desenvolver o país. Cada um em seu setor, cada um tem uma responsabilidade, como tem agora o senhor Tapia, porque o futebol argentino é importante para todos", destacou o presidente argentino.

A área do novo CT para as categorias de base do Boca Juniors, inaugurado justamente neste 3 de abril no qual o clube completa 112 anos de fundação, tem 60 hectares e três mil metros quadrados construídos. Está localizada em Ezeiza, a 30km do estádio de La Bombonera, em Buenos Aires. Ao todo, são 11 campos de futebol, 13 vestiários, instalações para um departamento médico, salas de vídeo, de estar e equipamentos de ponta.

"É uma grande orgulho para o clube poder inaugurar uma obra que põe o Boca no nível das potências europeias. Vamos pedir aos sócios que nos ajudam com o nome, porque o clube é dos sócios", comemorou o presidente do Boca Juniors, Daniel Angelici, que estava no comando da inauguração do CT do clube.

Tudo o que sabemos sobre:
Futebolfutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.