Alex Silva/AE - 14/06/2012
Alex Silva/AE - 14/06/2012

Em excelente fase, Cássio sonha em ser ídolo no Corinthians

Goleiro foi destaque na vitória contra o Santos e afirma que pretende fazer história no clube, a começar pela busca do título da Copa Libertadores

FÁBIO HECICO, estadão.com.br

14 de junho de 2012 | 18h15

SÃO PAULO - Depois de ver diversos goleiros passarem, sem grande sucesso, pela meta do Corinthians nos últimos anos, a torcida alvinegra está deliciada com as seguidas boas atuações de Cássio. O goleiro, que chegou como terceiro reserva no início da temporada, assumiu a titularidade quando Júlio César foi barrado e vem se destacando. Contra o Santos, novamente brilhou, garantindo a vitória num chute perigoso de Juan.

De um quase desconhecido, Cássio já começa a sentir a fama. "Estou vivendo o momento, sei que mudou bastante, sai na rua, tem o carinho das pessoas, que pedem para tirar foto, e isso é muito bom. Mas tem de ter tranquilidade, saber que precisa continuar jogando para as coisas continuarem assim e para chegar ao objetivo que é ser um ídolo do Corinthians", disse o goleiro, nesta quinta, em entrevista coletiva.

Com a vitória por 1 a 0 conquistada nesta quarta-feira à noite na Vila Belmiro, o Corinthians joga por um empate, quarta que vem, no Pacaembu, para avançar a uma inédita final de Copa Libertadores. Cássio sabe que será difícil relaxar nesta semana de intervalo entre um jogo e outro.

"Não tem nem como relaxar, tivemos grande resultado, mas nada está definido, está aberto. É continuar treinando, focado para próxima semana tentar a classificação. Temos de continuar fazendo o que vinha no dia a dia, sem mudar nada, estar bem concentrado e tentar melhorar o que não está bem", comentou o goleiro.

Apesar do foco na Libertadores, Cássio não esquece o Brasileirão e quer jogar contra a Ponte Preta, neste domingo, em Campinas. "É complicado (não pensar na Libertadores), tem hora tenta não pensar, mas não tem como. Estamos na semifinal, a gente sabe da pressão, de como torcedor e nós queremos ganhar esse campeonato, não conseguimos ficar 100% focados no Brasileirão. Mas queremos vencer a Ponte Preta e eu estou à disposição."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.