Em franca recuperação, Cabañas pede para ir ao Mundial

O atacante paraguaio Salvador Cabañas, que recebeu um tiro na cabeça no último dia 25 de janeiro, em um bar na Cidade do México, deu mais uma mostra de sua assombrosa recuperação. Na última quinta-feira, o jogador realizou os primeiros chutes a gol dentro de um campo da clínica onde está internado em Buenos Aires, na Argentina, e em seguida pediu para ser convocado para disputar a Copa do Mundo de 2010, fato considerado totalmente improvável até pouco tempo atrás.

AE, Agência Estado

26 de março de 2010 | 14h14

A recuperação de Cabañas foi destacada nesta sexta-feira no site oficial da Fifa, que publicou declarações do diretor do departamento de seleções da Associação Paraguaia de Futebol (APF), Horacio Cartes. "Ele fez disparos (ao gol) de muita precisão. Se nota um estado de recuperação muito avançado", disse o dirigente.

"Estamos todos muito emocionados. Ele estava um pouco tenso enquanto nos esperava, mas depois foi relaxando. Nos abraçamos e depois ele fez embaixadinhas e fez gols de todos os jeitos no doutor Celso Fretes", reforçou Cartes, se referindo ao médico da seleção paraguaia, que bateu bola com Cabañas na clínica em Buenos Aires.

A APF divulgou nesta sexta-feira a primeira foto de Cabañas na clínica de Buenos Aires, na qual aparece já sem curativos ou faixas na cabeça ao lado de membros da entidade e do técnico da seleção paraguaia, o argentino Gerardo Martino.

Cartes ainda revelou que Cabañas pediu para ele interceder junto a Martino para convencer o treinador a convocá-lo para o Mundial. O atacante deixou o hospital em que estava internado, na Cidade do México, no último dia 2, e a condição que o atleta terá durante o período da competição ainda é uma incógnita.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolParaguaiCabañasCopa do Mundo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.