Em Goiânia, Vila Nova goleia o Londrina e leva título da Série C do Brasileiro

Com o apoio de mais de 40 mil torcedores, o Vila Nova-GO fez a festa em vermelho e branco no estádio Serra Dourada, em Goiânia, neste sábado, ao golear o Londrina-PR por 4 a 1. Além de devolver com sobra a derrota no Paraná por 1 a 0, o time goiano garantiu o título do Campeonato Brasileiro da Série C - a terceira divisão nacional - pelo saldo de gols agregado: 4 a 2. Além dos finalistas, Tupi-MG e Brasil, de Pelotas (RS), também garantiram o acesso.

Estadão Conteúdo

21 de novembro de 2015 | 21h52

Este acesso do Vila Nova, dono da maior torcida do Estado, pode deixar o futebol goiano com três clubes na Série B em 2016. Isso porque o Atlético Goianiense se manteve na segunda divisão e o Goiás aparece na zona de rebaixamento do Brasileirão, muito cotado para cair.

Como precisava vencer, o técnico Márcio Fernandes abandonou a formação com três zagueiros que vinha utilizando e colocou Zotti no meio de campo do Vila Nova. A partida começou em alta velocidade. Mesmo com a vantagem por ter vencido o primeiro jogo, o Londrina fez o prometido pelo treinador Cláudio Tencati durante a semana e foi para cima. Ainda aos quatro minutos do primeiro tempo, Bruno Batata abriu o placar.

O Vila Nova, porém, reagiu rápido e conseguiu a virada em menos de 10 minutos. Primeiro, Ramires recebeu de Moisés e marcou o gol de empate, aos seis. Pouco tempo depois, aos 10, Moisés aproveitou lançamento de Robston, matou no peito e encheu o pé para virar o placar, incendiando as arquibancadas.

No intervalo, a torcida do Vila Nova continuou cantando e, na volta ao gramado, o time voltou ainda mais embalado. A equipe da casa colocou uma pressão gigante na defesa londrinense e teve três chances claras nos primeiros minutos. Na quarta oportunidade, não perdoou. Aos sete minutos, Frontini dominou bonito dentro da área e ajeitou para Zotti bater para o fundo das redes.

Depois disso, o time paranaense impôs pressão porque o segundo gol lhe daria o título. Criou chances, mas não converteu. Já nos acréscimos, até o goleiro Vitor foi se arriscar no ataque, em cobrança de escanteio. Na sobra, os goianos recuperaram a bola e Moisés marcou aos 49 minutos. Ele tirou a camisa e foi expulso porque recebeu o segundo cartão amarelo.

FICHA TÉCNICA

VILA NOVA 4 x 1 LONDRINA

VILA NOVA - Edson; Marcelo (Gustavo Bastos), Vinícius Simon, Vítor e Marinho Donizete; Francesco, Ramires, Robston (Baiano) e Zotti (Paulo Victor); Moisés e Frontini. Técnico: Márcio Fernandes.

LONDRINA - Vitor; Rhuan, Sílvio, Luizão e Paulinho; Diogo Roque (Netinho), Germano, Rafael Gava (Magno) e Zé Rafael; Bruno Batata e Quirino (Patrick). Técnico: Cláudio Tencati.

GOLS - Bruno Batata, aos 4, Robston, aos 7, e Moisés, aos 10 minutos do primeiro tempo; Zotti, aos 7, e Moisés, aos 49 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Zotti e Edson (Vila Nova); Paulinho, Germano, Luizão e Diogo Roque (Londrina).

CARTÕES VERMELHOS - Moisés (Vila Nova); Rhuan, Bruno Batata e Patrick (Londrina).

ÁRBITRO - Thiago Duarte Peixoto (SP).

RENDA - R$ 234.500,00.

PÚBLICO - 39.000 pagantes (40.914 no total).

LOCAL - Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSérie CVila NovaLondrina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.