Em grande fase, Ponte Preta já sonha com vaga no 'G5' do Brasileirão

Depois de conseguir uma sequência altamente positiva de seis vitórias e um empate e se aproximar do G4 do Brasileirão, a Ponte Preta começa a pensar "em algo a mais". Isso porque a meta traçada pela diretoria foi alcançada domingo, com a vitória por 3 a 0 sobre o Coritiba, deixando o time com 47 pontos, em oitavo lugar, livre da ameaça de rebaixamento.

Estadão Conteúdo

19 de outubro de 2015 | 21h05

Felipe Moreira, que venceu dois jogos como técnico interino e deve ficar até o final da competição, admite a possibilidade de buscar uma vaga na Copa Libertadores. Mas explica como a comissão técnica vai trabalhar, mantendo a mesma filosofia inicial. "Vamos buscar pontos jogo a jogo. É claro que, agora, com mais tranquilidade, nós podemos até pensar em ir além do esperado. O que posso garantir é que vamos tentar somar o máximo de pontos na temporada", explicou Moreira, substituto de Doriva, que se transferiu para o São Paulo.

Outro aspecto que aumenta a confiança nos corredores do estádio Moisés Lucarelli é o fato de que existe a possibilidade de um time paulista ser campeão da Copa do Brasil e já garantir uma vaga na Copa Libertadores. Dos quatro semifinalistas, três são paulistas - Santos, São Paulo e Palmeiras - e somente o Fluminense é "elemento estranho".

Coincidentemente, os três semifinalistas de São Paulo também brigam pelo G4. O Santos é quarto colocado, com 49, seguido pelo Palmeiras, com 48, depois por São Paulo, Ponte Preta e Internacional, com 47 pontos. Outra coincidência é que o próximo adversário do time campineiro é o vice-líder Atlético Mineiro, com 59 pontos, domingo, às 19h30, no Independência, em Belo Horizonte, pela 32ª rodada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.