Em Itápolis, Atlético-GO derrota o paulista Oeste por 2 a 1

Time paulista vinha de vitórias em casa sobre o Bragantino, por 4 a 1, e ABC, por 1 a 0, além de empate sem gols com o Paraná

Estadão Conteúdo

10 de outubro de 2014 | 21h36

O Oeste perdeu a série de três rodadas invicto ao perder para o Atlético Goianiense por 2 a 1, nesta sexta-feira, no estádio dos Amaros, em Itápolis (SP), na abertura da 29.ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Para o time paulista, o tropeço o deixou ainda na zona de perigo, com 34 pontos, em 14.º lugar. O clube goiano atingiu os 40 pontos, na intermediária nona posição.

O time paulista vinha de vitórias em casa sobre o Bragantino, por 4 a 1, e ABC, por 1 a 0, além do empate sem gols com o Paraná, em Curitiba. O Atlético também vinha de um 0 a 0, mas em Goiânia contra o Icasa.

Na expectativa de encontrar um adversário forte no meio de campo, o técnico Roberto Cavalo armou seu time com quatro volantes. Mas deu azar porque o time goiano saiu na frente logo aos sete minutos. O zagueiro Daniel Gigante se enrolou para aliviar a bola, que sobrou para o chute de primeira de Luciano Sorriso. A bola saiu rasteira e forte no canto direito de Anderson.

O Oeste não conseguiu reagir, tanto que aos 18 minutos quase o Atlético ampliou com Josimar. Ele apareceu livre na frente de Anderson e tocou. Quando saiu para comemorar, a bola tocou no pé da trave e saiu. Aos 35, Roberto Cavalo mexeu no time paulista tirando o volante Negreti para a entrada do meia Kléber.

No segundo tempo, outra mudança arrojada. Sacou o volante João Denoni para a entrada de Pablo, um velocista aberto pelo lado direito, enquanto que Wagninho caía pelo lado esquerdo e Reis ficava centralizado. Ou seja, o Oeste passou a ter três atacantes.

Com isso, passou a correr riscos. Aos cinco minutos, Anderson evitou o segundo gol do Atlético ao espalmar por cima do travessão uma cabeçada à queima-roupa de Josimar. Quem não faz, toma. Aos 29 minutos, o Oeste chegou ao empate. E com um gol contra do lateral-direito Caramelo. Ele não conseguiu tirar o pé após o cruzamento rasteiro e forte de Pablo.

Depois disso, o Atlético ainda teve mais chances para ficar na frente. Aos 35 minutos, em um contra-ataque, André Luis chutou para fora. No minuto seguinte, o mesmo André Luis cabeceou e Anderson defendeu. Mas, aos 37, não deu para o goleiro salvar a pátria. Após cruzamento da direita, André Luís cabeceou na pequena área e Anderson deu rebote. O zagueiro Artur teve tempo de ajeitar a bola e bater cruzado, fazendo o segundo gol atleticano.

Pela 30.ª rodada, nesta terça-feira, às 21 horas, o Atlético recebe o Avaí, em Goiânia. Na sexta, o Oeste vai sair diante do Icasa, às 19h30, em Juazeiro do Norte (CE).

FICHA TÉCNICA

OESTE 1 x 2 ATLÉTICO-GO

OESTE - Anderson; Ezequiel, Daniel Gigante, Cris e Dênis; Dionísio, Negreti (Kléber e Jackson), Ramires e João Denoni (Pablo); Wagninho e Reis. Técnico: Roberto Cavalo.

ATLÉTICO-GO - Márcio; Caramelo, Artur, Lino e Diogo Barbosa (Victor Oliveira); Willian Arão, Pedro Bambu, Luciano Sorriso (Diogo Primão) e Jorginho (Diogo Campos); André Luís e Josimar. Técnico: Wagner Lopes.

GOLS - Luciano Sorriso, aos 7 minutos do primeiro tempo; Caramelo (contra), aos 29, e Artur, aos 37 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Cris (Oeste); Lino, Diogo Barbosa, Caramelo e Jorginho (Atlético-GO).

ÁRBITRO - Eduardo Cordeiro Guimarães (RJ).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio dos Amaros, em Itápolis (SP).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSérie BOesteAtlético-GO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.