Em jogo com 3 apagões, São Bernardo empata no final com o Audax pelo Paulistão

Em um jogo marcado por três apagões, que atrasou em quase uma hora o seu fim, São Bernardo e Audax empataram por 3 a 3, neste domingo à noite, no estádio 1.º de Maio, pela nona rodada do Campeonato Paulista. O time da casa arrancou o empate com um gol aos 50 minutos, marcado por Cañete.

Estadão Conteúdo

13 de março de 2016 | 21h57

Em caso de vitória, o Audax assumiria a liderança do Grupo C, porém, agora tem os mesmos 13 pontos de Ferroviária e São Paulo. Mas fica em terceiro lugar pelo saldo de gols, respectivamente, de 3, 2 e 1. Já o São Bernardo chegou aos 10 pontos, continua na última posição do Grupo B e na 16ª posição geral, dentro da zona de rebaixamento.

O jogo começou movimentado, com o Audax, ao seu estilo, tocando bastante a bola. Mas o São Bernardo não se intimidava e ia ao ataque. Aos 17 minutos houve um apagão na iluminação do estádio e a partida ficou parada por 19 minutos. Ruim para os jogadores, mesmo porque o clima era bastante frio.

O Audax abriu o placar aos 30 minutos. Ytalo entrou na área em velocidade e chutou em cima do goleiro Daniel. A bola ganhou muita altura e na volta, na pequena área, Mike saltou com Magal e desviou a bola sem querer. Ela foi em direção ao gol, ultrapassou a linha e o zagueiro Luciano Castán ainda aliviou. Mas era tarde. Em desvantagem, o time da casa teve três chances para empatar.

No intervalo, porém, faltou luz de novo. O segundo tempo recomeçou com 15 minutos de atraso. O Audax começou melhor, mas sofreu o empate aos 12 minutos quando Henan entrou na área pelo lado esquerdo e bateu forte. Felipe Alves rbeateu para o meio da área e Tatá chegando em velocidade mandando a bola no alto.

O segundo gol visitante saiu em um lance polêmico. Camacho iria finalizar para o gol quando foi agarrado pela camisa por Diego Ivo. Enquanto o árbitro marcava o pênalti, o auxiliar anotava impedimento. Houve muita discussão, mas o pênalti foi claro. Na cobrança, Rodrigo Andrade deslocou Daniel.

O São Bernardo reagiu rápido, empatando com Henan aos 23 minutos. Após cruzamento da esquerda a defesa não cortou e ele bateu cruzado. Não deu tempo de comemorar, porque no minuto seguinte, Rodrigo Andrade tabelou com Ytalo e bateu cruzado. Fez seu oitavo gol, isolando-se na artilharia, um na frente de Roger, do Red Bull Brasil, e Willian Potekker, do Linense.

O São Bernardo foi ao ataque em busca do empate, mas a luz acabou de novo aos 32 minutos. A energia retornou 15 minutos depois. E gol salvador saiu aos 50 minutos. Começou com cruzamento de Jean Carlos e terminou com o chute forte de Cañete: 3 a 3.

Os dois times voltam a jogar no próximo domingo. O São Bernardo visitará a Ferroviária, em Araraquara, a partir das 18h30. No mesmo horário, o Audax vai receber o Palmeiras, no Estádio José Liberatti, em Osasco.

FICHA TÉCNICA

SÃO BERNARDO 3 X 3 AUDAX

SÃO BERNARDO - Daniel; Eduardo, Diego Ivo, Luciano Castán e Magal (Valterson); Daniel Amora (Tatá), Marino, Jean Carlos e Cañete; Henan e Alyson (Kanu). Técnico: Sérgio Soares.

AUDAX - Felipe Alves; Francis, Yuri (Bruno Lima), Bruno Silva e Léo Bahia (André Castro); Tchê Tchê, Camacho e Rodrigo Andrade; Mike (Samoel), Ytalo e Bruno Paulo. Técnico: Fernando Diniz.

GOLS - Mike, aos 30 minutos do primeiro tempo. Tatá aos 12, Rodrigo Andrade, aos 18 e aos 24, Henan, aos 23, e Cañete, aos 50 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Norberto Luciano Santos da Silveira

CARTÕES AMARELOS - Marino (São Bernardo); Yuri e Bruno Lima (Audax).

RENDA - R$ 45.953,00

PÚBLICO - 2.933 pagantes

LOCAL - Estádio 1.º de Maio, em São Bernardo do Campo (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.