Andriolli Araujo / Sampaio Corrêa
Andriolli Araujo / Sampaio Corrêa

Em jogo com erro de arbitragem, Botafogo perde para o Sampaio Corrêa no Maranhão

Equipe carioca fica no meio da tabela, enquanto maranhenses entram no G-4

Redação, Estadão Conteúdo

26 de junho de 2021 | 19h05

O Botafogo sofreu sua segunda derrota consecutiva no Campeonato Brasileiro da Série B ao levar 2 a 0 do Sampaio Corrêa, neste sábado à tarde, no estádio Castelão, em São Luís (MA), pela sétima rodada. O time carioca chegou a marcar quando o jogo estava 1 a 0 para o rival, mas o árbitro não viu a bola entrando, e a equipe segue sem vencer fora de casa.

A equipe alvinegra continua com oito pontos, por enquanto, em nono lugar. Sem perder há três jogos, o Sampaio Corrêa subiu para a quarta posição, com 12 pontos. No segundo tempo, o time carioca fez um gol com Ronald, porém, foi anulado de forma errada pela arbitragem.

Se o próprio técnico Marcelo Chamusca já comentou várias vezes que na Série B é preciso vencer em casa e pontuar fora, então, o seu time precisa melhorar. Em quatro jogos longe de casa, o Botafogo empatou duas vezes, contra o Vila Nova (1 a 1) e o Londrina (2 a 2), perdendo duas vezes, para o Náutico (3 a 1) e Sampaio Corrêa (1 a 0). Ou seja, em 12 pontos, ganhou apenas dois.

Como tinha prometido Marcelo Chamusca, o Botafogo iniciou o jogo tentando manter a posse de bola no campo do Sampaio Corrêa. Até ensaiou abrir o placar, como aos seis minutos quando Rafael Navarro apareceu livre na área após cruzamento de Ronald. Mas o atacante chutou nas mãos do goleiro Mota, que encaixou quase em cima da linha. Aos 12 minutos, de falta na frente da área, Pedro Costa exigiu que Mota saltasse para espalmar.

Até então sem força no ataque, o Sampaio Corrêa conseguiu um pênalti a seu favor. Após uma tentativa de cruzamento, a bola tocou nas mãos de Ronald, dentro da área: pênalti. Na cobrança, o meia Daniel Costa chutou forte no canto direito do goleiro Douglas Borges, que saltou e ainda resvalou na bola, mas não evitou o gol aos 27 minutos.

O Botafogo voltou mudado para o segundo tempo, com Diego Gonçalves entrando no lugar de Chay. Uma troca de atacantes. O time passou a trocar passes e com maior velocidade. Na sua primeira chance real até marcou um gol, porém, não anotado pela arbitragem. Após escanteio, Navarro cabeceou de cima para baixo e o goleiro Mota aliviou de manchete. No rebote, Ronaldo chutou prensado e Mota deu um tapa já dentro do gol.

O auxiliar Maurício Coelho Penna (RS) não enxergou o lance e mandou o jogo seguir, acompanhado pelo árbitro Jean Pierre Lima (RS). Não existe o VAR na Série B, portanto, o lance não pôde ser conferido pelas imagens. Nem por isso, o pessoal do banco de reservas deixou de criticar a arbitragem: "Outra vez nós somos prejudicados. Que é isso?" bradou Marcelo Chamusca, que já tinha reclamado dos erros de arbitragem na derrota para o Náutico.

O Sampaio Corrêa passou a jogar por uma bola para matar o jogo. Quase conseguiu aos 15 minutos, quando Gui Campana invadiu a área pelo lado direito e bateu cruzado. Douglas Borges espalmou para escanteio, numa grande defesa.

Depois disso, o técnico Felipe Surian fechou o seu time de vez, tirando dois atacantes Ciel e Romarinho para as entradas de dois laterais Zé Mário e Watson. Com isso, tentou bloquear as descidas botafoguenses pelos lados do campo. O time maranhense ainda marcou um gol aos 25 minutos, mas Watson estava impedido após defesa de Douglas Borges.

O Botafogo, aos poucos, perdeu intensidade. Marcelo Chamusca demorou para fazer as substituições - três jogadores entraram aos 30 minutos - e nos acréscimos sofreu mais um gol. O lance começou num lançamento do goleiro Mota para Zé Mário, que invadiu a área e fez o passe lateral para Gui Campana, desequilibrado, tocar para as redes.

Pela oitava rodada, o Sampaio Corrêa vai enfrentar o Remo, em Belém (PA), na próxima terça-feira, dia 29, às 21h30. O Botafogo, como mandante, vai receber o Vitória na quarta-feira, às 21h30.


FICHA TÉCNICA

SAMPAIO CORRÊA 2 x 0 BOTAFOGO

SAMPAIO CORRÊA - Mota; Luís Gustavo, Paulo Sérgio, Allan (Nilson Júnior) e Eloir; Mauro Silva, Ferreira e Daniel Costa (Gui Campana); Romarinho (Watson), Ciel (Zé Mário) e Roney (Jean Silva). Técnico: Felipe Surian.

BOTAFOGO - Douglas Borges; Warley, Kanu, Gilvan e Guilherme Santos (Daniel Borges); Luis Oyama e Pedro Castro (Ricardinho); Marco Antônio (Rafael Moura), Ronald (Felipe Ferreira) e Rafael Navarro; Chay (Diego Gonçalves). Técnico: Marcelo Chamusca.

GOLS - Daniel Costa aos 27 minutos do primeiro tempo. Gui Campana aos 48 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Jean Pierre Lima (RS)

CARTÕES AMARELOS - Allan e Mauro Silva (Sampaio Corrêa).

RENDA E PÚBLICO - Portões fechados

LOCAL - Estádio Castelão, em São Luís (MA).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.