Gilvan de Souza/Flamengo
Gilvan de Souza/Flamengo

Flamengo empata com o Resende no Engenhão em jogo com falhas de Diego Alves

Apesar do resultado ruim, time rubro-negro obteve neste domingo a sua classificação matemática às semifinais, a duas rodadas do fim da fase de classificação

Redação, Estadão Conteúdo

27 de fevereiro de 2022 | 19h02

Em um jogo que tinha tudo para conquistar uma vitória e esquecer de vez a perda do título da Supercopa do Brasil para o Atlético-MG na semana passada, o Flamengo sofreu neste domingo para empatar por 2 a 2 com o Resende, no estádio do Engenhão, no Rio de Janeiro, pela nona rodada do Campeonato Carioca. Após falhas do goleiro Diego Alves, muito vaiado pela torcida, que resultaram nos dois gols do rival do interior, o clube rubro-negro correu atrás nos últimos 10 minutos e conseguiu a igualdade.

Apesar do resultado ruim, o Flamengo obteve neste domingo a sua classificação matemática às semifinais, a duas rodadas do fim da fase de classificação, e puxou junto o Vasco, que está em terceiro. O clube rubro-negro é o vice-líder com 20 pontos, um a mais que os vascaínos. A ponta está com o Fluminense, que tem 24 e pode até ser campeão simbólico da Taça Guanabara no próximo final de semana.

Para o Resende, o empate não foi ruim, mas a vitória estava muito perto. Com nove pontos e um jogo a menos, o time do interior está em sexto lugar e muito próximo de uma vaga na Taça Rio, destinada para quem ficar de quinto a oitavo lugar nesta fase de classificação.

O JOGO

Em campo, o primeiro tempo foi um massacre do Flamengo, mas quem desceu para os vestiários ganhando por 1 a 0 foi o Resende. O time rubro-negro conseguiu 17 finalizações, sendo seis em direção à meta de Jefferson Luís, que se transformou no grande destaque do Resende com belas defesas em chutes de Gabriel e Bruno Henrique. Fora a sorte em duas bolas na trave em lances seguidos.

Do outro lado, o Resende se fechou na defesa e foi preciso na hora de chegar ao ataque. Deu três chutes em direção ao gol de Diego Alves e em uma delas, com a ajuda do goleiro rubro-negro, fez o gol. Aos 27 minutos, em uma bola espirrada na área, Diego Alves não cortou direito e Biancucchi ficou com a sobra para chutar rasteiro para as redes.

Na segunda etapa, o panorama continuou igual. O Flamengo todo no ataque, já com a entrada de Arrascaeta no lugar de Pedro, e o Resende nos contragolpes. Mas o ímpeto flamenguista diminuiu, muito por causa do calor, e o time do interior se aproveitou. A partir dos 25 minutos, depois da parada técnica, teve sucesso nas suas tentativas ofensivas e só não ampliou por causa das defesas de Diego Alves.

Mas essas intervenções não foram suficientes para o goleiro se redimir com a torcida. Fez pior. Aos 36 minutos, nova falha, desta vez ao tentar sair da área para cortar um lançamento, e Jeffinho aproveitou para ganhar na velocidade e tocar rasteiro no gol vazio e fazer 2 a 0.

Na base do desespero, o Flamengo conseguiu o seu gol, aos 41 minutos, com um belo chute de fora da área de Arrascaeta. No minuto seguinte, o zagueiro Heitor foi expulso e a opção do Resende foi se fechar ainda mais na defesa para segurar. Não conseguiu. Aos 46, Kaique cometeu pênalti em Rodinei e Gabriel cobrou com perfeição para empatar a partida. Os últimos minutos foram de pressão, mas o placar não mudou porque o Resende se defendeu bem.

Com uma semana inteira para se recuperar do inesperado resultado, o Flamengo se preparará para o clássico contra o Vasco, no próximo domingo, às 16 horas, pela 10ª rodada. Já o Resende voltará a campo nesta quarta-feira contra o Volta Redonda, fora de casa, às 19 horas, em duelo atrasado da quinta rodada.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 2 x 2 RESENDE

FLAMENGO - Diego Alves; Rodinei, Fabrício Bruno, Léo Pereira (David Luiz) e Filipe Luís (Lázaro); João Gomes (Willian Arão), Andreas Pereira e Everton Ribeiro (Vitinho); Bruno Henrique, Pedro (Arrascaeta) e Gabriel. Técnico: Paulo Sousa.

RESENDE - Jefferson Luís; Juninho, Joanderson, Heitor e Douglas; João Felipe, Biancucchi (Kaique), Brendon (Índio) e Igor Bolt (Léo Pedro); Ingro (Gabriel Peixoto) e Raphael Macena (Jeffinho). Técnico: Sandro Sargentim.

GOLS - Biancucchi, aos 27 minutos do primeiro tempo; Jeffinho, aos 36, Arrascaeta, aos 41, e Gabriel (pênalti), aos 47 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Felipe da Silva Gonçalves Paludo.

CARTÕES AMARELOS - Bruno Henrique (Flamengo); Ingro, Biancucchi e Juninho (Resende).

CARTÃO VERMELHO - Heitor (Resende).

RENDA - R$ 321.880,00.

PÚBLICO - 8.752 pagantes (9.127 no total).

LOCAL - Estádio do Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.