Em jogo com gol de mão, XV de Piracicaba vence Lusa e se mantém na briga por vaga

O XV de Piracicaba segue brigando pela classificação à segunda fase do Campeonato Paulista. Foi sofrido, mas o time piracicabano conquistou, na noite desta terça-feira, uma importante vitória diante da Portuguesa, por 2 a 1, no Estádio Barão da Serra Negra, pela nova rodada. Após primeiro tempo irreconhecível, a Lusa saiu atrás no placar, mas tentou reagir na etapa final mesmo com um jogador a menos e teve ainda um gol de mão legalizado.

Estadão Conteúdo

10 Março 2015 | 21h49

Com o resultado, o XV de Piracicaba chega ao terceiro jogo de invencibilidade, desde a chegada do técnico Toninho Cecílio, ficando assim com dez pontos. Pode terminar na zona de classificação, em caso de tropeço do Capivariano diante do Botafogo, além de

respirar na luta contra o rebaixamento. A Portuguesa, por sua vez, voltou a tropeçar e estacionou nos mesmos dez pontos. E ainda pode perder a vice-liderança do Grupo 3 para o Botafogo, que tem nove pontos e encara o Capivariano nesta quarta-feira.

A chuva castigou Piracicaba. O gramado do Estádio Barão de Serra Negra estava encharcado, mas nada que pudesse incomodar o XV de Piracicaba, que fez um primeiro tempo com muita aplicação tática e soube aproveitar a sua superioridade.

Aos 43 minutos, Tony ganhou na velocidade de Fernandes no lado esquerdo de campo e cruzou para Roni. O atacante só desviou para abrir o marcador. A Lusa vinha fazendo uma partida irreconhecível e fez a sua pior primeira etapa de toda a competição.

O XV voltou para a segunda etapa em ritmo acelerado e logo fez o segundo gol. Aos quatro minutos, Roni recebeu livre de marcação, tentou o corte em Rafael Santos, mas foi derrubado pelo goleiro dentro da área. Pênalti marcado. Na cobrança, Paulinho mandou para o fundo das redes

Após o gol, o clube piracicabano recuou e deu espaços para o visitante. A Lusa enfim acordou e partiu para cima. A pressão deu resultado aos 21 minutos. Matheus Ortigoza foi lançado dentro da área e cabeceou para uma grande defesa de Roberto. Na sobra, a

bola bateu em seu braço e acabou na meta do XV: 2 a 1. A situação da Portuguesa ainda ficou pior. Chico foi derrubado por Filipi Souza, que acabou expulso.

Na próxima rodada, a Portuguesa enfrenta o Capivariano no sábado, às 19 horas, ainda na Arena Barueri porque o Canindé continua interditado. O XV de Piracicaba, por sua vez, volta a campo diante do Palmeiras no domingo, às 11 horas, no Allianz Parque.

FICHA TÉCNICA

XV DE PIRACICABA 2 X 1 PORTUGUESA

XV DE PIRACICABA - Roberto; Ednei, Leonardo Luiz, Airton e Fernandes; Clayton, Diego Silva, Tony, Bruninho (Éder Sciola) e Paulinho (Chico); Roni (David Batista). Técnico - Toninho Cecílio.

PORTUGUESA - Rafael Santos; Fabinho Capixaba (Betinho), Alex Lima, Guilherme e Paulo Henrique; Ferdinando, Filipi Souza, Léo Costa e Edno; Diego (Matheus Ortigoza) e Popó (Rudy Cardozo). Técnico - Ailton Silva.

GOLS - Roni, aos 43 minutos do primeiro tempo; Paulinho, pênalti, aos quatro, e Matheus Ortigoza, aos 21 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Flávio Rodrigues de Souza.

CARTÕES AMARELOS - Diego Silva e Roberto (XV de Piracicaba); Betinho e Rafael Santos (Portuguesa).

CARTÃO VERMELHO - Filipi Souza.

RENDA - R$ 61.990,00.

PÚBLICO - 5.181 pagantes.

LOCAL - Estádio Barão da Serra Negra, em Piracicaba.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.