Reprodução Twitter Londrina
Reprodução Twitter Londrina

Em jogo de 5 gols, Londrina bate Vila Nova com gol nos acréscimos

Dagoberto fez o da vitória em cobrança de pênalti aos 50 minutos do segundo tempo

Estadão Conteúdo

26 Outubro 2018 | 21h42

Em um grande jogo no Estádio do Café, o Londrina bateu o Vila Nova por 3 a 2 na noite nesta sexta-feira, pela 33ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. A partida estava empatada até os acréscimos da segunda etapa, mas o goleiro Rafael Santos, do time goiano, cometeu um pênalti bobo e foi expulso, comprometendo o visitante.

O resultado embola ainda mais a briga por um espaço dentro do G4, já que o Londrina chegou aos 50 pontos, um a menos do que o adversário, com 51. O Avaí, primeiro time dentro da zona de acesso à primeira divisão, tem 52.

O Vila Nova começou melhor e quase abriu o placar logo aos três minutos. Mateus Anderson foi lançado nas costas da zaga e driblou o goleiro, mas a finalização parou na cobertura de Dirceu, que bloqueou o chute.

O Londrina também levou perigo em algumas jogadas, especialmente com bolas enfiadas por Dagoberto. Apesar de não ter nenhum gol, o primeiro tempo foi muito movimentado, com os dois times com uma postura bem ofensiva e exigindo constante atenção dos goleiros. O visitante criou chances para sair na frente

As redes, no entanto, só balançaram no segundo tempo. E não demorou. No primeiro minuto, Mateus Anderson lançou Rafael Silva, que tocou na saída do goleiro Vagner e abriu o placar para o Vila Nova.

Apesar da vantagem, o visitante se fechou demais e acabou sofrendo a virada em três minutos. Primeiro, aos 25, Dagoberto cobrou falta no travessão e Carlos Henrique, no rebote, deixou tudo igual. Aos 28, a jogada começou com tiro de meta cobrado pelo goleiro Vagner. A defesa do Vila Nova não conseguiu cortar e a bola sobrou para Felipe Marques, que completou para o fundo das redes.

O Vila Nova ainda buscou o empate, aos 43 minutos, com cruzamento de Gastón Filgueira que Rafael Silva completou para as redes. Mas já nos acréscimos, o goleiro Rafael Santos fez uma bobagem que custou o empate.

O camisa 1 do Vila Nova já tinha a bola nas mão e agrediu Paulinho Moccelin com um soco. O atacante teve sangramento no nariz. Após parada por alguns minutos para confirmar o lance, o goleiro foi expulso pelo árbitro baiano Jaílson Macedo Freitas e, como a infração ocorreu dentro da área, o pênalti foi marcado.

Sem mais substituições, o lateral Gastón Filgueira teve de ir para o gol. Dagoberto cobrou forte, a bola tocou no travessão e morreu nas redes. Este foi o seu 14º gol na Série B, dividindo a artilharia com Lucão do Goiás.

O Vila Nova volta a campo na próxima sexta-feira, quando recebe o Paysandu, no Serra Dourada, em Goiânia (GO), pela 34ª rodada da Série B. No dia seguinte, é a vez do Londrina enfrentar o Avaí na Ressacada, em Florianópolis (SC).

FICHA TÉCNICA:

LONDRINA 3 x 2 VILA NOVA

LONDRINA - Vagner; Lucas Ramon, Dirceu, Lucas Costa (Leandro Almeida) e Sávio; João Paulo, Jardel (Germano) e Higor Leite (Carlos Henrique); Paulinho Moccelin, Dagoberto e Felipe Marques. Técnico: Roberto Fonseca.

VILA NOVA - Rafael Santos; Maguinho, Naylhor, Diego Giaretta e Gastón Filgueira; Wellington Reis (Elias), Geovane, Mateus Anderson e Juninho (Alex Henrique); Rafael Silva e Vinícius Leite (Léo Itaperuna). Técnico: Hemerson Maria.

GOLS - Rafael Silva, a 1, Carlos Henrique, aos 25, Felipe Marques, aos 28, Rafael Silva, aos 43, e Dagoberto (pênalti), aos 50 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Sávio (Londrina); Maguinho e Wellington Reis (Vila Nova).

CARTÃO VERMELHO - Rafael Santos (Vila Nova).

ÁRBITRO - Jaílson Macedo Freitas (BA).

RENDA - R$ 58.448,00.

PÚBLICO - 4.947 pagantes (5.869 no total).

LOCAL - Estádio do Café, em Londrina (PR).

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.