Em jogo de 6 gols, Santo André marca no fim e empata com a Ponte Preta

Jogo disputado no ABC teve dois gols contra, um para cada lado

O Estado de S.Paulo

21 de março de 2017 | 17h34

A Ponte Preta vacilou mais uma vez nesta terça-feira. Jogando no estádio Bruno José Daniel, na região do ABC Paulista, o time cedeu o empate para o Santo André por 3 a 3 nos minutos finais pela 10.ª rodada do Campeonato Paulista. Ainda assim o time de Campinas se mantém na liderança do Grupo D, com 16 pontos. Já o time da casa interrompeu a recuperação contra a zona de rebaixamento e tem 11 pontos, em terceiro no Grupo C e 11.º na classificação geral.

O confronto começou eletrizante, e o time da casa abriu o placar aos sete minutos. Dudu Vieira aproveitou que a marcação afrouxou do lado direito, subiu com a bola e arriscou um cruzamento. Ela subiu demais, mas encontrou Henan para testar no chão, sem chances para Aranha.

Sem perder o fôlego, a Ponte aproveitou a saída de bola para já atacar o adversário e quase empatou no lance seguinte, com William Pottker, mas a igualdade só voltou ao placar aos 10 minutos. Recém liberado de uma lesão no joelho, Elton recebeu de Nino Paraíba e fez sua primeira jogada na partida. Ele trabalhou pela direita, chegou à linha de fundo e cruzou rasteiro para o meio da área, onde estava Lucca, que chutou de chapa para o fundo das redes.

A partir daí, o jogo ficou lá e cá, com os dois times buscando o ataque. Mas o placar só voltou a se movimentar na etapa final. Muito mais ligada, a Ponte voltou com sede de vitória, mas não conseguia vencer Zé Carlos e ainda viu Lucca desperdiçar duas ótimas chances de marcar. Foi então que, numa bobeada da marcação, o time da casa voltou a marcar. Serginho entrou em velocidade pela esquerda aos 14 minutos e tentou cruzar. Mas Jeferson se atrapalhou e acabou tocando contra a própria meta.

Aos 21 minutos, porém, o Santo André devolveu a "gentileza". A Ponte tentou a ligação direta com o ataque, mas ela foi muito forte. A marcação já estava, teoricamente, com o domínio, mas Lucca ainda tentou fazer uma pressão. O zagueiro Diogo Borges se assustou e tentou o recuo de cabeça para Zé Carlos, mas acabou encobrindo o goleiro. Outro gol contra.

O novo empate deu novo ânimo para o time de Campinas. Aos 23 minutos, Clayson recebeu pela esquerda, carregou a marcação de dois jogadores e fingiu o arremate, mas acabou cortando a marcação. Depois abriu para o meio e bateu no contrapé de Zé Carlos, que espalmou com a perna direita. No rebate, William Pottker bateu firme e pegou o goleiro desprevenido. O goleiro chegou até a tocar na bola, mas ela entrou no canto direito e decretou a virada da Ponte Preta.

Quando o jogo caminhava para a vitória dos visitantes, o Santo André empatou. Aelson fez o levantamento na área, onde Fernando Bob e Jeferson se chocaram. A bola sobrou para Cicinho, que ajeitou e bateu forte para marcar aos 44 minutos.

O próximo compromisso do Santo André será no sábado, mais uma vez no estádio Bruno José Daniel, diante do Santos às 15 horas, pela 11.ª e penúltima rodada da primeira fase. A Ponte Preta vai até Sorocaba para enfrentar o São Bento no estádio Walter Ribeiro, às 18h30 de domingo.


FICHA TÉCNICA

SANTO ANDRÉ 3 X 3 PONTE PRETA

SANTO ANDRÉ - Zé Carlos; Dudu Vieira (Cicinho), Reniê, Diogo Borges e Aelson; Renato, Tiago Ulisses (Deivid), Fernando Neto (Garré) e Serginho; Henan e Claudinho. Técnico: Sérgio Soares.

PONTE PRETA - Aranha; Nino Paraíba, Marllon, Yago e Jeferson; Fernando Bob, Elton e Matheus Jesus (Yuri); Clayson (Fábio Braga), Lucca e William Pottker (Erick Salles). Técnico: João Brigatti (interino).

GOLS - Henan, aos sete, e Lucca, aos 10 minutos do primeiro tempo; Jeferson (contra), aos 14, Diogo Borges (contra), aos 21, William Pottker, aos 23, e Cicinho, aos 44 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Raphael Claus.

CARTÕES AMARELOS - Diogo Borges (Santo André); William Pottker (Ponte Preta).

RENDA E PÚBLICO - R$ 27.700,00

PÚBLICO – 1.909 PAGANTES

LOCAL - Estádio Bruno José Daniel, em Santo André (SP).

Tudo o que sabemos sobre:
futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.