Juliana Flister/Textual
Juliana Flister/Textual

Em jogo de 8 gols, Cruzeiro bate o Criciúma em casa

Resultado deixa o time catarinense cada vez mais próximo do descenso

Bruno Marques, Agência Estado

26 de outubro de 2013 | 20h57

BELO HORIZONTE - Em uma partida de oito gols e diante de um público de mais de 40 mil pessoas, o Cruzeiro, mesmo com dificuldades, superou o Criciúma neste sábado, por 5 a 3, e segue firme na liderança do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o time mineiro soma agora 65 pontos e abre 12 em cima do Grêmio, o segundo colocado, que entra em campo no domingo, contra o Coritiba, no Paraná. Por outro lado, o Criciúma se complica ainda mais na luta contra o rebaixamento. O time catarinense é apenas o 18.º colocado, com 32 pontos, e vê cada vez mais próxima a realidade da Série B em 2014.

Neste sábado, o Cruzeiro comandou o início do jogo, com quase 70% de posse de bola nos primeiros 20 minutos, e o primeiro gol não demorou a sair. Éverton Ribeiro aproveitou sobra na área adversária, dominou de direita e chutou cruzado de esquerda, abrindo o placar. O segundo gol veio com Dagoberto, aos 19. O atacante recebeu excelente passe de Éverton Ribeiro e chutou firme, sem chances de defesa. Mesmo com a superioridade do Cruzeiro, o Criciúma não se intimidou e buscou a virada. A reação dos catarinenses começou aos 32 minutos. João Vitor cobrou falta na entrada da área, sobre a barreira cruzeirense, e encontrou o canto esquerdo do gol de Fábio, que não conseguiu fazer a defesa.

O jogo que parecia fácil para o Cruzeiro começou a se complicar. O Criciúma, pressionado pela zona do rebaixamento, continuou atacando. Aos 40, o zagueiro Leo tentou cortar uma bola na área cruzeirense, mas Lins aproveitou o bate-rebate para chutar no canto direito de Fábio, empatando a partida. E o inesperado aconteceu. Aos 45 minutos do primeiro tempo, Sueliton aproveitou vazio da defesa do Cruzeiro e recebeu a bola sem marcação pela direita. Ele cruzou rasteiro, na marca do pênalti, e Ricardinho chutou de primeira para colocar o time na frente do placar, em pleno Mineirão.

SEGUNDO TEMPO

Logo na volta do intervalo, um lance que mudou a partida. Sueliton, que já havia recebido o amarelo no final do primeiro tempo, recebeu o segundo cartão e foi expulso. Com um homem a mais, o técnico Marcelo Oliveira fez duas alterações para dar mais posse de bola ao Cruzeiro. Mayke entrou no lugar de Ceará e Júlio Baptista substituiu Henrique. As alterações só precisaram de 5 minutos para surtir efeito e dar o empate ao Cruzeiro. Júlio Baptista lançou Mayke pela direita. O lateral cruzou para Borges, que só teve o trabalho de tocar a bola para o fundo das redes e deixar mais uma vez a partida empatada.

E foi o mesmo Borges quem deu a vitória ao Cruzeiro. Aos 30 minutos da etapa complementar, o atacante aproveitou cruzamento, vindo da ponta direita, e cabeceou certeiro, garantindo a vitória para a equipe celeste. Ainda houve tempo para fazer mais um. Dagoberto, que já havia deixado o dele, foi derrubado na área e ele mesmo cobrou o pênalti, sacramentando o resultado. As duas equipes voltam a entrar em campo no domingo da próxima semana. Os mineiros irão até à Vila Belmiro, enfrentar o Santos, e os catarinenses recebem a Ponte Preta, em Florianópolis, em um confronto direto contra o rebaixamento.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 5 X 3 CRICIÚMA

CRUZEIRO - Fabio; Ceará (Mayke), Dede, Léo e Egidio; Henrique (Júlio Baptista), Lucas Silva, Everton Ribeiro e Willian (Elber); Dagoberto e Borges. Técnico: Marcelo Oliveira.

CRICIÚMA - Galatto; Sueliton, Matheus Ferraz, Fábio Ferreira e Marlon; Henik, João Vitor, Ricardinho e Ivo; Lins e Marcel (Douglas). Técnico: Argel Fucks.

GOLS - Éverton Ribeiro, aos 12, Dagoberto, aos 19, João Vitor, aos 32, Lins, aos 40, e Ricardinho, aos 45 minutos do primeiro tempo. Borges, aos 12 e aos 30, e Dagoberto, aos 39 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Wilton Pereira Sampaio (Fifa/GO).

CARTÕES AMARELOS - Dedé, Borges (Cruzeiro); Douglas, Henik (Criciúma).

CARTÃO VERMELHO - Sueliton (Criciúma).

PÚBLICO - 40.729 torcedores.

RENDA - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio do Mineirão, Belo Horizonte (MG).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoCruzeiroCriciúma

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.