Estevão Germano/ América
Estevão Germano/ América

Em jogo de sete gols, América surpreende Bahia e sai da zona de rebaixamento do Brasileirão

Time mineiro vence por 4 a 3 em Salvador e quebra sequência de 11 jogos sem vitória

Redação, Estadão Conteúdo

30 de junho de 2021 | 21h14

Na sua melhor partida dentro do Campeonato Brasileiro, o América Mineiro desencantou e deixou a zona de rebaixamento ao derrotar o Bahia pelo placar de 4 a 3, na noite desta quarta-feira, em Salvador, pela oitava rodada. O time alviverde quebrou uma sequência de 11 jogos sem vitória.

Com o resultado, o América chegou aos seis pontos e diminuiu a pressão em cima do elenco, que até então não havia vencido no torneio. O Bahia, por sua vez, conheceu a segunda derrota seguida e perdeu a grande oportunidade de se aproximar dos líderes.

Credenciado pelo bom jogo realizado diante do Palmeiras, o Bahia criou muita expectativa para o duelo diante do América, mas o que se viu foi um time mineiro disposto a desencantar e deixar a zona de rebaixamento. O time mineiro aproveitou as falhas defensivas do seu adversário para abrir logo 2 a 0. O primeiro saiu aos 14 minutos. Juninho Valoura achou Rodolfo na entrada da área. Ele inverteu para Felipe Azevedo, que mandou no fundo das redes.

O Bahia sentiu, enquanto que o América foi fazendo o segundo. Juninho Valoura aproveitou o rebote para invadir a área e soltar a bomba para superar o goleiro Matheus Teixeira, confirmando mais uma vez a 'lei do ex'. Ele defendeu a equipe baiana entre os anos de 2016 e 2017.

O América teve a chance de definir a fatura, mas viu Felipe Azevedo perder uma grande oportunidade. Matheus Teixeira salvou. O Bahia cresceu e conseguiu diminuir aos 35 minutos. Rodriguinho recebeu dentro da área, limpou a marcação e fez 2 a 1. A equipe ainda fez uma blitz no fim, mas ficou na marcação da equipe rival.

No segundo tempo, o América foi muito superior ao Bahia, que passou a ser mero espectador. Rodolfo tentou por cavadinha e jogou para fora. Ribamar acertou a trave na primeira tentativa, mas, na segunda, não perdoou. O ex-atacante do Vasco pegou a sobra da defesa adversária para deixar o seu.

O Bahia até esboçou uma reação com Maycon Douglas, mas foi o América que fez mais um. O quarto saiu aos 27 minutos. Em mais uma linda jogada de Juninho Valoura, um dos destaques do confronto, Juninho recebeu em boa condição e chutou rasteiro para ampliar.

E o jogo continuou com chances para ambos os lados. O Bahia perdeu a chance de diminuir com Óscar Ruíz. Ele recebeu de Thonny Anderson e arriscou. A zaga afastou em cima da linha. O América, por sua vez, só não fez o quinto, pois Juninho, que recebeu de cara para o gol, mandou rente à trave de Matheus Teixeira.

No fim, a partida ganhou emoção. O atacante Gilberto foi logo fazendo dois gols. O primeiro, com uma linda cabeçada. Na sequência, ele pegou uma sobra dentro da área e fuzilou o goleiro para se tornar o maior artilheiro do clube baiano no Brasileirão, mas não para impedir a derrota nesta quarta-feira.

Na próxima rodada, o América enfrenta o Santos, no sábado, às 19h, na Arena Independência, em Belo Horizonte (MG). No domingo, às 11h, o Bahia visita a Chapecoense, na Arena Condá, em Chapecó.

FICHA TÉCNICA

BAHIA 3 X 4 AMÉRICA

BAHIA - Matheus Teixeira; Nino Paraíba, Lucas Fonseca, Juninho e Matheus Bahia; Patrick de Lucca, Thaciano (Maycon Douglas) e Daniel (Jonas); Rossi (Óscar Ruíz), Gilberto e Rodriguinho (Thonny Anderson). Técnico: Dado Cavalcanti.

AMÉRICA-MG - Matheus Cavichioli; Eduardo, Eduardo Bauermann, Anderson Jesus e João Paulo (Bruno Nazário); Zé Ricardo, Juninho Valoura (Alê) e Marcelo Toscano (Juninho); Felipe Azevedo (Sabino), Ribamar e Rodolfo José (Alan Ruschel). Técnico: Vagner Mancini.

GOLS - Felipe Azevedo, aos 14, Juninho Valoura, aos 17, e Rodriguinho, aos 35 minutos do primeiro tempo. Ribamar, aos 19, Juninho, aos 27, e Gilberto, aos 47 e aos 48 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Léo Simão Holanda (CE)

CARTÕES AMARELOS - Daniel, Nino Paraíba, Rodriguinho e Rossi (Bahia);

LOCAL - Estádio Pituaçu, em Salvador (BA).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.