Twitter/Guarani
Twitter/Guarani

Em jogo eletrizante, Avaí e Guarani empatam por 3 a 3 na Série B

Renato e Judson fizeram para o time da casa, enquanto Caíque, duas vezes, e Rafael Longuine comandaram a virada, mas Beltrán deixou tudo igual

Estadão Conteúdo

19 Junho 2018 | 23h50

Avaí e Guarani fizeram um grande jogo na Série B do Campeonato Brasileiro, nesta terça-feira. As duas equipes empataram por 3 a 3, em partida realizada no Estádio da Ressacada, pela 12ª rodada. Renato e Judson fizeram para o time da casa, enquanto Caíque, duas vezes, e Rafael Longuine comandaram a virada, mas Beltrán deixou tudo igual.

+ Confira a tabela da Série B do Brasileiro

Com o resultado, o Avaí aumenta a invencibilidade para quatro jogos, mas continua distante do líder Fortaleza. O clube catarinense tem 22 pontos, na vice-liderança, contra 26 dos cearenses. O Guarani, que empatou a terceira seguida, tem 16, na sétima posição.

O Avaí fez um primeiro tempo beirando a perfeição. O time catarinense aproveitou as fraquezas do adversário, principalmente por seu lado direito do ataque para abrir boa vantagem ainda no primeiro tempo. Logo de cara, Guga recebeu belo cruzamento e ajeitou de cabeça para Beltrán. O atacante acertou a trave.

O grito de gol, no entanto, não demorou muito a sair. Aos 24 minutos, Rômulo achou Renato livre na entrada da área. O volante partiu em velocidade e viu Bruno Brígido escorregar antes de chutar para o fundo das redes. O Guarani só foi responder aos 34. Caíque desviou de cabeça, rente ao gol de Aranha.

A ameaça bugrina durou pouco. O Avaí voltou a dominar o jogo e ampliou aos 37 minutos. Judson recebeu de Renato e chutou da intermediária para fazer um bonito gol na Ressacada. A bola bateu no travessão, quicou no chão e voltou no ângulo de Brígido, que nada pôde fazer.

O segundo tempo começou ainda mais movimentado. Aos dois minutos, Renato mandou na trave e por muito pouco não fez o terceiro. Mas o Guarani reagiu na sequência. Após cobrança de escanteio, Caíque subiu livre para fazer o primeiro do clube campineiro.

A partir daí começou a reação paulista. Aos 14 minutos, Bruno Nazário chutou em cima de Alemão, que se atrapalhou todo e viu Caíque ficar com a bola. O atacante deixou tudo igual. O Avaí sentiu o baque e levou a virada aos 20. Nazário tocou para Bruno Mendes. O camisa 9 deixou com Rafael Longuine, que chutou com categoria para fazer o terceiro.

Mas o Avaí acordou no fim e chegou ao empate aos 27 minutos. Após cobrança de escanteio de Marquinhos, Beltrán desviou para o gol, decretando o empate na Ressacada.

Na próxima rodada, o Avaí enfrenta o Oeste na terça-feira, às 20h30, na Arena Barueri, na região metropolitana de São Paulo. O Guarani só volta a campo no dia 29 de junho (sexta-feira), às 21h30, diante do Boa, no estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas (SP).

FICHA TÉCNICA:

AVAÍ 3 x 3 GUARANI

AVAÍ - Aranha; Airton (Marquinhos), Betão e Alemão; Guga, Judson, Renato, André Moritz (Carlos Alberto) e Capa; Rômulo (Getúlio) e Beltran. Técnico: Geninho.

GUARANI - Bruno Brígido; Kevin, Philipe Maia, Edson Silva (Éverton Alemão) e Pará; Ricardinho, Baraka (Bruno Nazário), Denner e Rafael Longuine (Erik); Caíque e Bruno Mendes. Técnico: Umberto Louzer.

GOLS - Renato, aos 24, e Judson, aos 37 minutos do primeiro tempo. Caíque, aos 5 e aos 14, Rafael Longuine, aos 20, e Beltrán, aos 27 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Fagner Alemão e Renato (Avaí); Caíque, Éverton Alemão, Kelvin, Pará, Bruno Mendes e Philipe Maia (Guarani).

ÁRBITRO - Dyorgines Jose Padovani de Andrade (ES).

RENDA - R$ 80.796,00.

PÚBLICO - 4.153 pagantes.

LOCAL - Estádio da Ressacada, em Florianópolis (SC).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.