Em jogo empolgante, Argentina supera a Costa do Marfim

No jogo mais empolgante da Copa da Alemanha até o momento, a Argentina bateu a estreante Costa do Marfim por 2 a 1, neste sábado, no Estádio AOL Arena, em Hamburgo. A equipe comandada pelo treinador José Pekerman contou com o apoio de Diego Maradona, que acompanhou a partida das arquibancadas junto com a sua filha e a ex-mulher.Apesar do resultado apertado, era esperado que os sul-americanos tivessem mais dificuldades, uma vez que o adversário é o atual vice-campeão da Copa da África e conta com o atacante Didier Drogba (Chelsea) e com o ala Emmanuel Eboué (Arsenal). O resultado deixa os argentinos na liderança do Grupo C, com três pontos. Os outros membros da chave, Sérvia e Montenegro e Holanda, se enfrentam neste domingo, às 10 horas (de Brasília), em Leipzig.Querendo se redimir da pífia campanha do Mundial de 2002, quando foi eliminada na primeira fase, a Argentina entrou em campo com um esquema bem ofensivo e quase abriu o marcador aos 14 minutos do primeiro tempo. Após cobrança de escanteio, o zagueiro Roberto Ayala subiu sozinho e cabeceou. O goleiro Jean-Jacques Tizié se complicou no momento da defesa e quase entrou com a bola. Os argentinos pediram gol, mas o juiz belga juiz Frank De Bleeckere mandou seguir o jogo.Mas, dez minutos depois, a Argentina chegou ao primeiro gol. Em uma cobrança de falta na lateral esquerda, Riquelme alçou a bola na área e a zaga marfinense não conseguiu afastar. O atacante Hernán Crespo pegou a sobra e mandou no canto direito de Tizié.A Costa do Marfim só conseguiu responder aos 30. Depois de uma tabela com o atacante Abdoul Keita, o meia Bonaventure Kalou bateu forte, mas o goleiro Roberto Abbondanzieri afastou o perigo. No lance seguinte, Kanga Akale cruzou da direita, Drogba desviou e Keita cabeceou à queima-roupa, mas Abbondanzieri fez grande defesa ao prender a bola com as pernas. Aos 38 minutos, a Argentina ampliou. Riquelme pegou a bola na intermediária e lançou Saviola. O atacante recebeu na área e bateu, de primeira, na saída do goleiro Tizié.Riquelme quase marcou o terceiro gol dos argentinos aos 10 minutos da etapa complementar. O meia do Villarreal cobrou falta e o goleiro se complicou, quase empurrando a bola para a própria meta.Com a vantagem no marcador, os bicampeões mundiais (1978 e 1986), reduziram o ritmo e os africanos conseguiram marcar seu primeiro gol em Mundiais aos 37. Em um lance conturbado, Dindané cruzou na área para Drogba, que dominou e bateu para o fundo das redes.Aos 40, a Argentina conseguiu marcar mais um. Riquelme chutou de fora da área, Tizié não consegiu segurar e, no rebote, Maxi Rodriguez encobriu o goleiro para completar. Mas o juiz Frank de Bleeckere anulou corretamente ao marcar impedimento do meia argentino.Na próxima rodada, a Argentina tenta ficar mais próxima das oitavas-de-final diante da Sérvia e Montenegro, na sexta-feira, em Gelsenkirchen. A Costa do Marfim pega a Holanda, no mesmo dia, em Stuttgart.Argentina 2 x 1 Costa do MarfimArgentina - Abbondanzieri; Burdisso, Ayala, Heinze e Sorín; Mascherano, Cambiasso, Maxi Rodríguez e Riquelme; Saviola (Lucho González) e Crespo (Rodrigo Palácio). Técnico: José Pekerman.Costa do Marfim - Tizié; Eboué, Meité, Kolo Touré e Boka; Yaya Touré, Kalou (Dindane), Zokora e Akalé (Arouna Koné); Keita (Baky Koné) e Drogba. Técnico: Henri Michel.Gols - Crespo, aos 24 minutos, Saviola, aos 38 minutos do primeiro tempo; Drogba, aos 37 minutos do segundo tempo Árbitro - Frank de Bleeckere (BEL). Cartões amarelos - Saviola, Heinze, Lucho González, Eboué e Drogba. Local: AOL Arena, em Hamburgo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.