Paulo Pinto/ saopaulofc.net
Paulo Pinto/ saopaulofc.net

Em jogo equilibrado, São Paulo bate Red Bull Bragantino com gol contra

Equipe de Hernán Crespo alcança sua quarta vitória em seis jogos do Paulistão

Almir Leite, Estadão Conteúdo

12 de abril de 2021 | 22h20

O São Paulo venceu mais uma no Paulistão Sicredi 2021. Fez 1 a 0 no Red Bull Bragantino, na noite desta segunda-feira, no Morumbi, acabou com a invencibilidade do time de interior e chegou aos 13 pontos no Grupo B, seis a mais que a Ferroviária. O Bragantino lidera o Grupo C, com 11 pontos.

Com as duas equipes bem armadas, São Paulo e Bragantino fizeram um jogo bastante equilibrado. Com três zagueiros, mas com os dois laterais posicionados como ala, o São Paulo tentava explorar os flancos, mas o time do interior fechava bem os espaços. O time tocava bastante a bola, mas não conseguia jogar com a rapidez que o técnico Hernán Crespo deseja.

O Bragantino também optava pelos toques e procurava jogar com rapidez, mas a pressão do São Paulo na marcação, sobretudo a partir do meio-campo, impedia o complemento das jogadas. Com isso, e com os homens de maior criatividade das equipes, Claudinho e Daniel Alves, com dificuldades, as jogadas mais perigosas dependiam de erros do adversário.

Ainda assim, chances de gol eram raras. A primeira mais contundente do São Paulo, por exemplo, saiu apenas os 23 minutos. Após erro de Vitinho, que afastou mal a bola, Arboleda serviu Pablo, que chutou à esquerda de Cleiton.

Crespo inverteu o posicionamento de Rojas, colocando-o pela esquerda na metade da etapa, mas o atacante continuava sendo bem bloqueado pela defesa do Braga. Apesar disso, ele ainda aparecia como a melhor alternativa ofensiva do São Paulo, apoiado pelos avanços de Reinaldo.

Se o São Paulo só concluiu com perigo aos 23 minutos, o Braga só incomodou Tiago Volpi aos 34. Claudinho bateu cruzado e o goleiro abafou, depois de indecisão da defesa do time da casa.

Nos minutos finais da etapa, explorando quase sempre o lado esquerdo, o São Paulo forçou mais e teve boas chances com Igor Vinícius (Cleiton conseguiu desviar) e Pablo, mas não conseguiu chegar ao gol.

O São Paulo voltou com Luciano no lugar de Rojas no segundo tempo, e a movimentação do atacante, aliada ao fato de Daniel Alves jogar um pouco mais centralizado, deu mais opções ao time, que cresceu. Aos 7, Luciano marcou, mas o VAR constatou que ele estava impedido. O Bragantino também chegou. Aos 16, Ytalo quase surpreendeu Volpi, batendo de fora da área depois de um erro na saída de bola são-paulina.

Mas foi o São Paulo que acabou saindo na frente, graças a um gol contra, em falha do goleiro Cleiton, aos 25 minutos. Reinaldo cruzou forte à meia altura da esquerda, Cleiton se assustou com a presença de Eder e espalmou a bola na direção de Léo Ortiz. A bola bateu no zagueiro e entrou.

Nos 10 minutos finais, o São Paulo recuou e o Bragantino se lançou ao ataque em busca do empate. Rondou a área são-paulina, mas seus chutes eram sempre bloqueados.O São Paulo, assim, obteve mais uma vitória.

FICHA TÉCNICA:

SÃO PAULO 1 x 0 RED BULL BRAGANTINO

SÃO PAULO - Tiago Volpi; Arboleda, Bruno Alves e Léo; Igor Vinícius (Igor Gomes), Luan, Rodrigo Nestor (Galeano), Daniel Alves e Reinaldo; João Rojas (Luciano) e Pablo (Eder). Técnico: Hernán Crespo.

RED BULL BRAGANTINO - Cleiton; Aderlan, Fabrício Bruno, Léo Ortiz e Edimar; Raul, Lucas Evangelista (Pedrinho) e Claudinho; Artur (Leandrinho), Ytalo (Hurtado) e Vitinho (Cuello). Técnico: Maurício Barbieri.

GOL - Léo Ortiz (contra), aos 25 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Reinaldo, Daniel Alves, Cuello, Léo, Eder e Luciano.

ÁRBITRO - Flávio Rodrigues de Souza.

RENDA E PÚBLICO - Jogo sem torcida.

LOCAL - Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.