Matthew Childs / EFE
Matthew Childs / EFE

Em jogo fraco, Tottenham empata com Chelsea e mantém liderança do Inglês

No total, goleiros das duas equipes tiveram que fazer apenas quatro defesas, sendo três de Lloris e uma de Mendy

Redação, Estadão Conteúdo

29 de novembro de 2020 | 16h22

Em jogo fraco, de nenhum gol e poucas emoções, Tottenham e Chelsea empataram sem gols neste domingo, no clássico londrino disputado no Stamford Bridge, pela 10ª rodada do Campeonato Inglês. Apesar do tropeço, o time comandado por José Mourinho sustentou a liderança da tabela.

O empate levou o Tottenham aos 21 pontos, mesma pontuação do Liverpool, mas o time de Londres ocupa o primeiro posto por ter maior saldo de gols. No sábado, o Liverpool empatou com o Brighton, mantendo quente a disputa pela primeira posição. Na segunda-feira, o Leicester City também pode fazer parte do grupo dos times com 21 pontos. Já o Chelsea ocupa o terceiro lugar da tabela, com 19 pontos.

O clássico de Londres, deste domingo, gerou mais expectativas do que futebol. Aquém do esperado, as duas equipes exibiram limitações técnicos e falta de criatividade. Como consequência, exibiram um jogo burocrático, de raras emoções e poucos motivos para celebrar.

Para se ter uma ideia, os dois goleiros fizeram apenas quatro defesas ao longo dos 90 minutos. Lloris, do Tottenham, defendeu três bolas. Do lado dos visitantes, Heung-Min Son e Harry Kane foram os melhores jogadores em campo. O brasileiro Lucas Moura entrou somente nos acréscimos do segundo tempo.

Pelo Chelsea, Timo Werner foi o destaque. Ele chegou a balançar as redes, mas o gol foi anulado por impedimento.

As duas equipes inglesas voltam a campo no meio de semana para jogos de competições europeias. Na quarta, o Chelsea vai enfrentar o Sevilla, fora de casa, pela fase de grupos da Liga dos Campeões. Na quinta, será a vez do Tottenham encarar o LASK Linz, pela Liga Europa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.