Em jogo fraco, Uruguai e Equador empatam em 0 a 0

Marcação equatoriana conseguiu anular o ataque uruguaio na partida desta quarta, em Montevidéu

FELIPE MENDES, Agencia Estado

10 de setembro de 2008 | 19h56

Uruguai e Equador empataram por 0 a 0, nesta quarta-feira, no Estádio Centenario, em Montevidéu, pela oitava rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2010. Com o resultado, a seleção da casa chegou aos 12 pontos, mesma pontuação de Brasil e Argentina, que ainda entrarão em campo nesta quarta. O Equador tem 9, fora da zona de classificação.   Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão Em um jogo de baixo nível técnico, as duas equipes abusaram dos erros e criaram poucas oportunidades de gol. Com dificuldade na saída de bola e demonstrando pouco entrosamento entre seus jogadores, a seleção equatoriana não ameaçou a equipe da casa durante o primeiro tempo. Os erros de passe e a falta de criatividade impediam o Equador de chegar à defesa uruguaiaMesmo com maior posse de bola, o Uruguai não conseguia penetrar na defesa equatoriana. Os ataques se limitavam a chutes de fora da área e cobranças de bola parada. Em uma delas Forlán teve a chance mais clara de gol, aos 32 minutos. Após levantamento pela direita, a defesa falhou e o atacante, na pequena área, dividiu com o goleiro Cevallos e mandou por cima do travessão. No segundo tempo, o Uruguai voltou mais ofensivo, pressionado pela torcida local. As insistentes jogadas pela esquerda, no entanto, não chegavam aos pés dos atacantes. Forlán ainda tentou aproveitar as recorrentes falhas da defesa equatoriana, mas não acertou nas finalizações. Motivado pela dificuldade da equipe da casa, o Equador passou a subir mais ao ataque. Com a bola nos pés, porém, os visitantes não conseguiam armar jogadas. Novamente os passes errados e o bate-rebate no meio-de-campo prejudicaram qualquer chance dos equatorianos e a qualidade do jogo. FICHA TÉCNICA — Uruguai 0 x 0 EquadorURUGUAI — Juan Castillo; Bruno Silva, Diego Lugano, Diego Godín e Martín Cáceres; Sebastián Eguren, Walter Gargano (Maximiliano Pereira), Cristian Rodríguez e Ignacio González (Luis Suárez); Carlos Bueno (Sebastián Abreu) e Diego Forlán. Técnico: Oscar Tabárez.EQUADOR — José Cevallos; Omar de Jesús, Giovanni Espinoza, Iván Hurtado e Isaac Mina; Walter Ayoví, Segundo Castillo, Antonio Valencia e Edison Méndez; Joffre Guerrón (José Luis Cortez) e Felipe Caicedo (Félix Borja). Técnico: Sixto Vizuete. Cartões amarelos — Eguren (Uruguai); Mendez, Cevallos, Mina e Luis Valencia (Equador).Árbitro — Oscar Ruiz (Colômbia).Público — 45.000 pagantes.Local — Estádio Centenário, em Montevidéu, no Uruguai.  

Tudo o que sabemos sobre:
futebolEliminatóriasUruguaiEquador

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.