Em jogo marcado por violência da torcida, Vila Nova amplia crise do Figueirense

Time goianiense subiu para a vice-liderança com 29 pontos

Estadão Conteúdo

29 de julho de 2017 | 19h58

O Vila Nova aproveitou o momento de fragilidade vivido pelo Figueirense para ganhar posições na tabela do Campeonato Brasileiro da Série B. Na tarde deste sábado, os dois se enfrentaram no estádio Orlando Scarpelli e o time goiano venceu por 1 a 0, em jogo válido pela 17.ª rodada.

O resultado coloca o Vila Nova na vice-liderança, com 29 pontos, e complica a situação do Figueirense. O time de Santa Catarina é o 18.º colocado, com 16 pontos, dentro da zona de rebaixamento. A má fase gerou reações violentas da torcida.

O clima de terror tomou conta do Orlando Scarpelli horas antes do duelo. Torcedores derrubaram um portão do estádio, invadiram o local e atiraram objetos e em direção aos vestiários onde estavam os jogadores. Ninguém ficou ferido. Mas todos ficaram assustados.

Em campo, o primeiro tempo foi muito fraco tecnicamente, com um Figueirense muito nervoso, enquanto o Vila Nova buscava jogar no erro do adversário, porém sem sucesso. Foram raras as oportunidades nas quais os goleiros tiveram que trabalhar e o jogo se limitou a muitos erros de passe e poucas emoções.

No segundo tempo, entrou em campo toda a adrenalina que faltou na etapa inicial. Com apenas três minutos de bola rolando, Moisés se livrou do marcador e bateu de fora da área para marcar um golaço no ângulo.

Depois do gol sofrido, o time da casa se lançou ao ataque no desespero, sem muita organização, e deu diversas oportunidades para a equipe goiana contra-atacar. Para piorar a situação do Figueirense, o zagueiro Ferreira sentiu a coxa e deixou o gramado aos 35 minutos. Como o técnico Marcelo Cabo já havia feito as três substituições, o time jogou com dez homens em campo até o apito final.

Os dois times voltam a campo na próxima terça-feira. O Figueirense joga mais uma vez no Orlando Scarpelli, contra o Juventude, às 19h15. O Vila Nova recebe o lanterna Náutico às 20h30, no Serra Dourada, com portões fechados.

FICHA TÉCNICA:

FIGUEIRENSE 0 X 1 VILA NOVA

FIGUEIRENSE - Saulo; Bruno Santos, Marquinhos, Ferreira e Julinho (Juliano); Zé Antônio, Dudu Vieira (Ferrugem) e Renan Mota (Luidy); Robinho, Henan e Zé Eduardo. Técnico: Marcelo Cabo.

VILA NOVA - Luís Carlos; Maguinho, Alemão, Wesley Matos e Gastón Filgueira; PH, Claudinei, Alan Mineiro (Fernando Medeiros) e Alípio; Matheus Anderson (Mateus Muller) e Moisés (Wallyson). Técnico: Hemerson Maria.

GOL - Moisés, aos três minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Ferreira e Zé Antônio (Figueirense); Alemão, Luís Carlos e Gastón Filgueira (Vila Nova).

ÁRBITRO - Emerson de Almeida Ferreira (MG).

RENDA - R$ 61.640,00.

PÚBLICO - 2.962 pagantes.

LOCAL - Estádio Orlando Scarpelli, Florianópolis (SC).

Tudo o que sabemos sobre:
Série BfutebolFigueirense

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.