Em jogo morno, Náutico derrota o Flamengo em Recife

Torcida do clube provoca rival Sport e recebe flamenguistas com faixas de 'primeiro pentacampeão'

Monica Bernardes, de O Estado de S. Paulo,

02 de dezembro de 2007 | 19h40

Sem nenhuma aspiração nessa última rodada da Série A do Brasileirão deste ano, uma vez que o time não tinha chance de entrar na zona de classificação à Copa Sul-Americana e a permanência na primeira divisão foi assegurada da na rodada passada, o Náutico se despediu neste domingo do campeonato deste ano com uma vitória contra o Flamengo por 1 a 0, no estádio dos Aflitos, em Recife.   Veja também: Classificação final Os resultados do campeonato   Náutico 1 Fabiano, Sidny, Everaldo, Vagner Silva, Júlio César, Daniel Paulista, Elicarlos, Geraldo (Hélton), Felipe (Ferreira), Acosta, Marcelinho (Radamés) Técnico: Roberto Fernandes Flamengo 0 Bruno, Leonardo Moura   , Fábio Luciano, Ronaldo Angelim   , Juan, Leo Medeiros (Egídio), Cristian, Ibson, Maxi Biancucchi (Roger), Toró, Obina (Paulo Sérgio) Técnico: Joel Santana Gols: Sidny, aos 32 minutos do segundo tempoÁrbitro: Paulo César Oliveira (SP)Renda: R$ 259.209,00Público: 17.988 torcedoresEstádio: Aflitos, em Pernambuco Para a equipe carioca - que foi recebida pela torcida do Náutico com uma faixa com os dizeres: "Parabéns Flamengo, primeiro pentacampeão brasileiro", em alusão à polêmica do título de 1987, entregue ao Sport Club do Recife - o resultado frustrou as pretensões de encerrar a temporada com o vice-campeonato, depois de ter figurado na zona de rebaixamento no início do campeonato. Quem também teve as aspirações frustradas foi o atacante uruguaio Acosta, destaque do Náutico no campeonato, que poderia conquistar a artilharia do campeonato caso ultrapassasse Josiel, do Paraná.   O jogo começou com o Flamengo um pouco melhor em campo, subindo pelas laterais. Contudo, a equipe rubro-negra não conseguiu transformar essa sua maior ofensividade em gols. No final do primeiro tempo, o Náutico conseguiu equilibrar a partida e assim o jogo continuou até que aos 32 minutos, Sidny marcou o único gol da partida, chutando rasteiro, no canto direito de Bruno. Além da vitória, a torcida do Náutico comemorou o anúncio da renovação do contrato com o treinador Roberto Fernandes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.