Em jogo morno, Suíça abusa dos erros nas finalizações

Conhecida pela forte defesa, a seleção da Suíça esteve longe de mostrar a mesma eficiência no ataque, nesta sexta-feira, diante de Honduras. A equipe, que só tinha marcado um gol nesta Copa do Mundo, não conseguiu voltar a balançar as redes e empatou por 0 a 0, resultado que eliminou as duas equipes do Mundial.

FELIPE MENDES, Agência Estado

25 de junho de 2010 | 18h12

Suíça e Honduras chegaram à partida desta sexta com os menores números de finalizações da competição. O time europeu até surpreendeu, ao registrar 17 chutes em gol. No entanto, falhou muito na pontaria. Acertou apenas 5 arremates na meta do goleiro Valladares.

O maior número de finalizações refletiu o domínio do jogo. Os suíços tiveram 57% da posse de bola, mas não conseguiram transformar o controle em gols. Os chutes errados se concentraram nos minutos finais da partida. Frei e Yakin desperdiçaram as melhores chances, quando a equipe europeia precisava marcar ao menos dois gols para avançar às oitavas de final.

Honduras apresentou um aproveitamento ligeiramente melhor no ataque. Finalizou apenas oito vezes, mas acertou o gol em duas ocasiões. No final, Suazo chegou a mandar para as redes, mas o árbitro assinalou o impedimento.

As investidas hondurenhas no ataque só passaram a levar perigo no segundo tempo, depois que o time abandonou os lançamentos em profundidade. As jogadas não deram resultado principalmente em razão dos 9 impedimentos registrados em todo a partida.

A estratégia foi abandonada no segundo tempo. Honduras passou a apostar nos cruzamentos e nos contra-ataques, principalmente pela direita. Para tanto, contou com as seguidas falhas do lateral suíço Lichtsteiner, que abria brechas pelo lado e permitia a Alvarez e a Suazo chegar com rapidez do gol de Benaglio.

A equipe hondurenha teve boas chances de obter a sua primeira vitória em Mundiais, mas acabou parando na fragilidade e na pouca experiência do seu ataque.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.