Em jogo movimentado, Tottenham e United ficam no 0 a 0

Em partida repleta de chances neste domingo, goleiros brilham, atacantes falham na pontaria e placar não sai do zero em Londres

Estadão Conteúdo

28 de dezembro de 2014 | 12h01

Tottenham e Manchester United fizeram neste domingo, em Londres, um jogo extremamente movimentado e repleto de chances, pela 19.ª rodada do Campeonato Inglês. Se após os 90 minutos o placar seguiu inalterado e o empate por 0 a 0 persistiu, foi por causa dos erros de pontaria de ambos os ataques e pelos dias inspirados dos goleiros Lloris e De Gea.

O resultado não foi bom para ninguém. O Manchester United chegou a 36 pontos, na terceira posição, e pode ver Chelsea e Manchester City se distanciarem na ponta. Já o Tottenham assumiu a sexta posição, com 31 pontos, mas também pode ficar mais longe da briga pelas competições europeias se Arsenal, West Ham e Southampton vencerem.

As duas equipes voltam a campo na próxima quinta-feira. O Manchester United duela com o Stoke City fora de casa, enquanto o Tottenham terá a difícil missão de pegar o líder Chelsea em casa.

O primeiro tempo deste domingo foi todo do Manchester United. O Tottenham até teve a primeira chance, com Kane, mas logo os visitantes assumiram o controle e responderam com Falcao García. Aos 21, Mata cobrou falta na trave. No rebote, Van Persie marcaria, mas Chiriches tirou em cima da linha.

O domínio do Manchester quase resultou na abertura do placar aos 38. Carrick deu lançamento primoroso para Van Persie, que dominou na linha da pequena área e, diante da falta de ação de Lloris, se atrapalhou, tentou puxar para o pé direito e deu tempo para o goleiro francês travar.

Os últimos minutos antes do intervalo foram de uma verdadeira blitz do Manchester, que perdeu ótimos momentos com Van Persie e Evans. Aos 44, outra grande chance: Young avançou pela esquerda e tentou tocar por cobertura, cruzado. Lloris voou, se esticou todo para tocar com a ponta dos dedos e impediu um golaço.

O segundo tempo começou do mesmo jeito e logo de cara Van Persie perdeu outra boa chance, finalizando por cima após cruzamento da direita. Mas logo o Tottenham finalmente conseguiu equilibrar, com Townsend, que levava perigo à defesa adversária. Só que o Manchester voltaria a criar grande chance em seguida, com Mata, que recebeu sozinho na área e isolou.

Foi então que o Tottenham reagiu e criou sua melhor oportunidade da etapa final. Aos 36 minutos, Kane roubou a bola no meio de campo, arrancou e deu enfiada perfeita para Mason, que chegou batendo de primeira e jogou longe. Foi o último bom momento do movimentado confronto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.